Perguntas Frequentes
  • 0
Sebrae

Quais são os tipos de certificados disponíveis na fruticultura?

  • 0
Quais são os tipos de certificados disponíveis na fruticultura?

Perguntas relacionadas

1 Resposta

  1. Os certificados ou selos são instrumentos que tem por objetivo atestar a qualidade do produto e facilitar sua identificação pelo consumidor, geralmente garantindo melhores preços e acesso a mercados diferenciados.

    Por ser um produto comercializado in natura, a certificação de frutas permite agilizar a comercialização da produção, uma vez que agrega uma identidade específica ao produto e aos fornecedores, tornando-os mais conhecidos nos mercados consumidores.

    Os certificados qualidade e procedência podem ser privados ou públicos, nacionais ou internacionais, e podem ou não facilitar a comercialização do produto.

    Alguns dos certificados atualmente existentes no mercado e nos quais as frutas mais se enquadram são:

    Internos

    • Orgânicos: segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), “”para ser considerado orgânico, o produto deve ser cultivado em um ambiente que considere sustentabilidade social, ambiental e econômica e valorize a cultura das comunidades rurais””. A agricultura orgânica não utiliza agrotóxicos, hormônios, drogas veterinárias, adubos químicos, antibióticos ou transgênicos em qualquer fase da produção.
    • Indicação Geográfica (IG): segundo o Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa), “o registro de Indicação Geográfica (IG) é conferido a produtos ou serviços que são característicos do seu local de origem, o que lhes atribui reputação, valor intrínseco e identidade própria, além de os distinguir em relação aos seus similares disponíveis no mercado”.
    • Garantia de Origem Carrefour: segundo o site da empresa, “o intuito é oferecer aos nossos clientes alimentos de qualidade, produzidos de forma ambientalmente correta e socialmente justa. Para isso, atendemos aos nossos princípios que deram origem às normas do programa. Confira-os e verifique o significado do selo Garantia de Origem”.
    • Qualidade desde a origem – GPA do Pão de Açúcar: o programa contempla diversos aspectos e tem foco no controle e monitoramento de resíduos de agrotóxicos.
    • Produção Integrada de Frutas (PIF): a PIF é um conjunto de regras produtivas criadas pelo Governo Federal com o intuito de assegurar uma produção responsável e sustentável, adequada aos preceitos legais do Brasil. Entretanto, não tem características que facilitem a entrada dos produtos no mercado.

    Externos:

    • Globalcap: segundo o site da instituição mantenedora, “as raízes do Globalcap começaram em 1997 como uma iniciativa por parte dos varejistas pertencentes ao Euro-Retailer Produce Working Group. Varejistas britânicos que trabalham em conjunto com os supermercados na Europa continental se tornaram conscientes das crescentes preocupações dos consumidores em matéria de segurança dos produtos, impacto ambiental e da saúde, segurança e bem-estar dos trabalhadores e dos animais. Hoje, é o principal programa de garantia de qualidade agrícola do mundo,  traduzindo as exigências dos consumidores em Boas Práticas Agrícolas em uma lista crescente de países – atualmente mais de 100”.
    • Rainforest: Segundo o IMAFLORA, o maior certificador no Brasil, as normas da Rainforest apoiam o produtor na melhoria contínua da gestão da propriedade, no aumento da eficiência e produtividade, no cumprimento da legislação ambiental e trabalhista, na conservação dos recursos naturais e na garantia de direitos e bem-estar aos trabalhadores rurais.
    • Tesco: a certificação é um padrão de qualidade que os produtores rurais que comercializam os produtos in natura em todo o mundo precisam atingir para comercializar frutas e hortaliças para a rede de supermercados Tesco na Europa.

    • 0

Deixe uma resposta

Você precisa se logar para responder