Perguntas Frequentes
  • 0
Sebrae

Quais são as forrageiras mais apropriadas para confinamento e para acabamento a pasto de cabritos e cordeiros?

  • 0
Quais são as forrageiras mais apropriadas para confinamento e para acabamento a pasto de cabritos e cordeiros?

Perguntas relacionadas

1 Resposta

  1. Recomenda-se a utilização de forrageiras adaptadas à região. As gramíneas se prestam muito bem a esse fim, pela facilidade de cultivo e pela elevada capacidade de produção por unidade de área.

    Para a região Nordeste, as principais forrageiras são:

    • Capim-elefante (Pennisetum purpureum) verde picado – utilizar a variedade recomendada para a região. O corte deve ser feito aos 50 dias de crescimento. Produção de 20 a 30 toneladas/corte/ha e de 3 a 4 cortes/ano.
    • Milho (Zea mays), na forma de silagem – usar a variedade ou híbrido adaptado à região, na apresentação de grão farináceo ou duro. Produção de 20 a 30 toneladas/corte/ha.
    • Sorgo (Sorghum bicolor), na forma de silagem – usar a variedade ou o híbrido adaptado à região, na apresentação de grão farináceo ou duro. Produção de 20 a 40 toneladas/corte/ha.
    • Capins do gênero Cynodon dactylon (gramão, coast-cross, tifton), na forma de feno, com 30 dias de crescimento. Produção: duas toneladas de matéria seca/corte/ha.
    • Milheto (Pennisetum glaucum), na forma de silagem – usar a variedade ou híbrido adaptado à região, na apresentação de grão farináceo ou duro. Produção de 20 a 40 toneladas/corte/ha.

    No pasto para a região Norte do Brasil, podem ser usados os capins:

    • Tanzânia.
    • Mombaça.
    • Massai.
    • Gramão.
    • Tifton.
    • Coast-cross.
    • Brachiaria brizantha (cv. marandu e cv. xaraés).
    • Andropogon (cv. planaltina e baeti).
    • Capim-elefante, mais adaptado à condição de maior umidade.

    Na Região Nordeste, em virtude de sua diversidade de ambientes e do pasto nativo abundante na época das águas, podem ser cultivados desde o já regionalmente popular capim- búfel cv. aridus, passando pelo capim-elefante e pelo capim- gramão, que é da mesma família do tifton e do coast-cross, só que mais adaptados às condições de baixa precipitação. Também, podem ser usados os Panicum, representados pelos capins tanzânia, mombaça e massai.

    Para o Centro-Oeste, existem várias opções:

    • As brachiárias (exceto a decumbens, pelo fato de que,quando não bem manejada, favorece o aparecimento de fotossensibilização).
    • Andropogon.
    • E podem, ainda, ser utilizadas variedades de colonião.

    Na Região Sul, podem ser utilizados pasto nativo, forrageiras de inverno, como aveia e azevém, e o milheto durante o verão.

    Na Região Sudeste, podem ser utilizadas as cultivares de Panicum maximum (colonião, tanzânia, mombaça) e de capim elefante.

    Procure orientação técnica em sua região aproveitando a experiência de outros produtores para facilitar o planejamento de sua criação.

    • 0

Deixe uma resposta

Você precisa se logar para responder