catia cristina rodrigues dos santos
  • 0
Novo na comunidade

Como exportar produtos de moda praia?

  • 0

Tenho pronta entrega de moda praia e gostaria de exportar direto ou através de trade.

Perguntas relacionadas

1 Resposta

  1. Boa tarde Catia. A exportação de produtos é uma atividade especialmente vantajosa quando o mercado interno apresenta instabilidades. Apesar disso, esse não pode ser o único fator que leva uma empresa a exportar produtos, já que ela precisa de preparo e consistência para se consolidar como uma opção entre os importadores.

    1- Quem pode exportar?

    Para ter a permissão de ser uma exportadora, a empresa precisa, primeiramente, estar devidamente regularizada. Isso significa que ela precisa operar conforme manda a legislação para a sua atividade, tendo escolhido o regime de tributação correto e tendo a devida regularidade fiscal e tributária.

    Além disso, é obrigatório que a empresa possua o Registro de Habilitação no Ambiente de Registro e Rastreamento da Atuação dos Intervenientes Aduaneiros (RADAR), um tipo de registro que permite que a Receita Federal rastreie a atividade da empresa em relação ao comércio internacional.

    2- Quais são os documentos necessários?

    – Registro de exportação realizado no SISCOMEX, que enquadra a exportação;

    – Nota fiscal, que deve estar junto ao produto desde a saída da mercadoria e deve ser emitida em reais;

    – Registro de operação de crédito, caso seja feita de maneira financiada;

    – Registro de venda, caso haja negociação em bolsas internacionais;

    – Despacho aduaneiro de exportação, que confirma as informações fornecidas;

    – Conhecimento de embarque, emitido pela empresa de transporte em língua inglesa e que trata sobre a ciência do embarque;

    – Fatura comercial, que é o documento mais importante, porque contém todos os dados sobre a exportação que são utilizados pelo importador;

    – Romaneio, que tem como objetivo facilitar a fiscalização aduaneira no destino;

    – Carta de entrega, a relação de documentos exigidos pelo banco para realizar a operação de exportação.

    3- Quais cuidados tomar com a embalagem?

    A embalagem deve favorecer o transporte em diferentes etapas logísticas, além de ser totalmente adequada ao método de transporte, ao tipo de produto e às exigências do importador. No caso de produtos perecíveis, por exemplo, ela precisa garantir total proteção ao produto para evitar quaisquer contaminações e recusas aduaneiras ou por parte do próprio importador.

    É fundamental lembrar que é necessário colocar códigos de barra nas embalagens dos produtos, de acordo com a padronização de exportação vigente em muitos países. O código de barras ajuda no monitoramento da mercadoria durante o complexo processo de exportação e importação.

    4- Como definir uma estratégia de exportação?

    Após fazer um estudo de mercado completo, comece a traçar as estratégias de exportação. Para onde você quer levar sua marca? Qual é seu objetivo? Quais são as condições de importação desse país? Qual é a melhor forma de realizar os procedimentos logísticos? O que o país exige, em documentação e características de produto?

    O curso gratuito do Sebrae “Exportação: seu negócio cruzando fronteiras” ensinará você a planejar suas vendas no mercado internacional. Mas, para isso, é essencial conhecer bem esse mercado. Ao fazer a matrícula no curso, você será orientado sobre o que diz a legislação específica para exportação e saberá como receber e despachar mercadorias ou serviços de clientes de fora do país.

    Curso gratuito Exportação: seu negócio cruzando fronteiras.

    Fonte: https://blog.gs1br.org/como-exportar-produtos-dentro-da-lei/

    • 0

Deixe uma resposta

Você precisa se logar para responder