Victor Alami
  • 0
Novo na comunidade

Como avaliar o ambiente externo e interno da organização?

  • 0

Como você avalia o ambiente externo e interno da organização?

Perguntas relacionadas

1 Resposta

  1. Essa resposta é editada.

    Boa tarde Victor. Definido como um conjunto de tendências, forças e instituições internas e externas de uma empresa, o ambiente organizacional é capaz de influenciar o desempenho de um negócio como um todo, enquanto a análise de ambiente consiste na observação dos pontos fortes e fracos da organização.

    O conceito de análise de ambiente pode ser definido como um processo de identificação de oportunidades, ameaças, forças e fraquezas que interferem na atuação das empresas, no cumprimento de sua missão e em sua capacidade de atingir as metas estipuladas. Sua principal função é analisar os contextos interno e externo nos quais a organização está inserida. Esse processo consiste nas descrições qualitativa e quantitativa de conjunções correntes ou futuras, reais ou presumíveis a respeito da própria empresa.

    A análise do ambiente interno determina suas forças e fraquezas, enquanto o estudo externo possibilita a definição de ameaças e oportunidades. Muitos gestores quebram a cabeça em busca de um planejamento eficiente e estratégico que os auxilie na definição de ações, iniciativas, metas e objetivos para direcionar a operação de seus negócios. E, nesse esforço por uma direção, uma das principais ferramentas disponíveis é a matriz SWOT.

    Como realizar uma análise de ambiente interno?

    Geralmente é definido como o ambiente sobre o qual a empresa exerce total controle, isto é, o meio em que ela consegue controlar e agir voluntariamente, afinal, é neste domínio que ela encontra suas forças e fraquezas — ou seus pontos fortes e fracos.

    De maneira ampla, nesse grupo podemos incluir maquinário, política de vendas, frota de veículos, carteiras de clientes, capacidade de investimento, sistemas de gestão, quadro de funcionários etc. Como forças, podemos determinar características e elementos do ambiente interno que representam uma vantagem diante da concorrência, como uma localização privilegiada, uma equipe de vendas altamente qualificada ou um produto aceito em diversos mercados, por exemplo.

    Já as fraquezas são justamente os aspectos inseridos no ambiente interno que desfavorecem a empresa em relação à concorrência, como uma frota de veículos obsoleta ou uma mercadoria que encalhou nas prateleiras. Apesar do lado negativo, a organização tem total controle sobre essas fraquezas e, portanto, pode tentar modificar esses fatores de alguma maneira.

    Como realizar uma análise de ambiente externo?

    No ambiente externo, estão inseridos os fatores sobre os quais a corporação não possui controle, como clima, crises econômicas, taxa de juros, políticas ambientais, eleições, mudanças de câmbio ou de legislação, entre outros. Nesse contexto, sempre que um elemento externo gerar um cenário favorável para a empresa, esse fator pode ser considerado uma oportunidade, enquanto as circunstâncias sobre as quais ela não tem controle e que criam horizontes desfavoráveis podem ser definidas como ameaças para o negócio — aumento do preço do combustível ou alta do dólar, por exemplo.

    Com essas definições, é possível determinar como suas forças podem resguardar a organização das ameaças ou desenvolver novas oportunidades e, ainda, quais ações devem ser tomadas para amenizar as fraquezas ou impedir que elas prejudiquem as novas conjunturas. Portanto, para realizar uma análise de ambiente, é preciso seguir os seguintes passos:

    1- Definir suas forças;

    2- Determinar suas fraquezas;

    3- Listar as oportunidades;

    4- Enumerar as ameaças;

    5- Inserir os dados nos espaços corretos do diagrama da análise SWOT;

    6- Realizar as correlações entre os fatores da matriz;

    7- Determinar as forças que podem potencializar as oportunidades e as que podem combater as ameaças e, ainda, as fraquezas que podem prejudicar as conjunções e as que podem potencializar as ameaças.

    Como utilizar a análise de ambiente para o crescimento do negócio?

    A análise de ambiente é muito adotada no planejamento estratégico de uma empresa, porém, ela pode ser aplicada em diversas áreas, como recursos humanos, departamento financeiro, de compras e de vendas, setor de marketing, entre outros. No entanto, para conquistar os efeitos que podem trazer reais vantagens para a corporação, após a definição da matriz e do completo entendimento das dificuldades e complicações, é preciso identificar quais são as possíveis soluções para cada questão.

    Além disso, é necessária a elaboração de um plano de ação com medidas que devem ser tomadas com o propósito de potencializar as forças da empresa e tirar proveito das oportunidades. Se for o caso, também é possível elaborar um plano de contingência com estratégias para a eliminação de falhas que podem representar riscos ao negócio.

    Quais são os benefícios da análise de ambiente?

    Entre os principais benefícios da análise de ambiente está o favorecimento da comunicação entre as equipes, uma vez que o processo requer a cooperação de todos os envolvidos na elaboração do estudo ou problema verificado. Além disso, os participantes podem apresentar suas ideias e expor suas opiniões para que o máximo de possibilidades sejam consideradas na análise. Dessa forma, é possível identificar as melhores soluções para o cenário apresentado.

    Outro benefício da análise é o de que ela auxilia os gestores no conhecimento sobre o negócio e mercado de atuação, isto é, a pesquisa possibilita o desenvolvimento de planos e estratégias que sejam assertivos e tragam resultados positivos e vantajosos para a empresa. Como você pode ver, a análise de ambiente influencia diretamente na evolução da empresa — tanto para identificar as melhores oportunidades de crescimento e explorar as suas forças, quanto para contornar as fraquezas e eliminar as ameaças.

    Fonte: https://www.nortegubisian.com.br/blog/o-que-e-a-analise-de-ambiente-e-como-realiza-la

    Planejamento estratégico aplicado aos pequenos negócios.

    • 1

Deixe uma resposta

Você precisa se logar para responder