Respostas ( 3 )

  1. Boa tarde Eliane. Uma distribuidora desse tipo trabalha com materiais de várias categorias que são utilizados tanto para cirurgias, como para suporte de hospital, quartos e tudo o mais. A demanda por material hospitalar é grande no Brasil todo.

    1- Comece focando em apenas um segmento

    Uma das coisas importantes sobre como abrir uma distribuidora de material hospitalar é escolher um segmento para focar. Não dá para acreditar que você vai dar conta de todos os segmentos hospitalares logo de cara. Isso exige estrutura, tempo e experiência no mercado.

    Esse é o momento que você vai precisar de tempo para uma pesquisa aprofundada. Pesquisar é um dos segredos para ganhar dinheiro com uma distribuidora de material hospitalar. Analise bastante e acerte no segmento que mais te dará potencial financeiro.

    2- Mercado de material hospitalar no Brasil

    Esse é um mercado que movimenta mais de R$13 bilhões por ano no Brasil, mas infelizmente a nossa crise econômica afetou ele. De 2016 para cá as coisas deram uma freada e muitos que já tinham suas distribuidoras tiveram que mudar a forma que estavam trabalhando.

    O interessante é que a partir do momento que você consegue fechar negócio com a primeira clínica, hospital, você conseguirá novos clientes. Se trabalhar com material de qualidade e preço justo é muito fácil de ter uma divulgação boca a boca ao seu favor.

    3- Tenha bons fornecedores

    A escolha dos fornecedores de matéria-prima ou de produtos tem grande importância no planejamento da empresa. É preciso descobrir quem são, onde se localizam, e quais são os mais adequados para o negócio que está sendo planejado. É recomendável a criação de um cadastro com mais de um fornecedor por produto, para que não haja a dependência de uma única empresa e o risco de desabastecimento.

    É importante lembrar que os fornecedores devem suprir as necessidades inerentes ao negócio, minimizando os estoques e atendendo suas solicitações nos prazos estabelecidos. Como o desempenho do fornecedor interfere diretamente na atividade da empresa, o ideal é que seja encarado como um “sócio” e, dessa forma, o relacionamento deve ser do tipo ganha-ganha. Fatores que devem ser analisados para a escolha de um fornecedor:

    1- Distância física;

    2- Referências;

    3- Custo do frete;

    4- Qualidade;

    5- Capacidade de fornecimento;

    6- Preço;

    7- Prazo;

    8- Forma de pagamento e de entrega.

    4- Localização

    Quando você for montar uma distribuidora de material hospitalar vai perceber que o seu trabalho em geral será fora do seu escritório. Isso porque você vai visitar médicos, clínicas, consultórios e hospitais.

    Sua preocupação deve ser em estar em um ponto estratégico que seja mais próximo do seu público alvo e que tenha um bom acesso para outras partes da cidade. Isso vai te ajudar a ter mais rapidez e agilidade nas visitas e fechamento de negócios.

    5- Estrutura

    Outra coisa que você precisa saber sobre como abrir uma distribuidora de material hospitalar é que você não precisa de um espaço muito grande. Na verdade basicamente você vai precisar de uma recepção para atender clientes ou fornecedores, um escritório administrativo, um show room e um depósito.

    Poucos são os empresários que montam mesmo uma exposição dos produtos na sua distribuidora, mas acredite, isso faz toda a diferença. Mesmo que seja de uma maneira simples, um espaço pequeno, é importante que as pessoas possam visualizar com o que você trabalhar.

    Todo o espaço precisa ser muito bem organizado e limpo, principalmente o espaço reservado para deixar os materiais em estoque. Todo cuidado do mundo ainda é pouco ao se tratar de material hospitalar. Lembre-se também que dependendo do nicho que você for trabalhar, existem cuidados especiais sobre armazenamento e estocagem.

    Pesquisa de fornecedores.

    Como cadastrar os fornecedores.

    Curso gratuito Como comprar bem e de bons fornecedores.

    Fonte: https://www.montarumnegocio.com/como-abrir-uma-distribuidora-de-material-hospitalar/

    1
    2020-12-01T06:28:58-03:00
    Essa resposta é editada.

    Abrir uma loja no segmento médico-hospitalar requer muito conhecimento na área. Antes de tentar, converse com quem entende do assunto, a Rede Lojão das Clinicas é formada por mais de 40 unidades no Brasil. A rede tem unidades em todas regiões do Brasil. A mesma dispõe de uma equipe qualificada com décadas de experiência neste ramo.

  2. Abri um negócio próprio requer busca de informações necessárias para análise e decisão para implantar, e faz-se necessário a elaboração de um bom plano de negócio. O qual permitirá analisar pontos fundamentais para sua implantação, e busca do sucesso desejado com este negócio, vejamos alguns pontos do planejamento.

    Definição do negócio – escolha do produto ou serviço a ser executado, fundamentalmente pesquisar como esta atividade funciona, se você se identifica com este produto/serviço, gostar de fazer, se tem perfil.

    Pesquisar – pesquisa e organização informações do mercado que ira atuar, na sua cidade/região, tais como: localização, concorrentes, fornecedores, investimento e capital necessário para investir, capital próprio ou de terceiros “bancos”, marketing, custo de manutenção, capital de giro, clientes e volumes de clientes, retorno do investimento.

    Estes pontos e outros necessários, são elementos para montagem do plano de negócio, o qual terá também escolha e definição que tipo de empresa será aberta, como exemplo: Sociedade Ltda, EIRELI, Empresário Individual ou Microempreendedor Individual. Órgãos envolvidos no processo de abertura de sua empresa, custo/taxas para abertura, tempo hábil e documentos necessários.

    Busque uma capacitação, cartilhas, guias de informações, e outros para que tenha informações/roteiro para elaboração de um plano de negócio, e analise a viabilidade ou não de seu negócio.

    A sistemática de abertura de empresa ocorre de forma sincronizada, ou seja, registro nos diversos órgãos que a empresa deverá ter seu registro, como exemplo e de forma órgão a órgão: Junta Comercial, Receita Federal do Brasil, Secretária de Estado da Fazenda, Secretaria Municipal de Fazenda, Vigilância Sanitária, Bombeiros e entidade de classe, sendo que os três últimos são de acordo com tipo de atividade.

    O Alvará de funcionamento para as empresas na condição de Microempreendedor Individual – MEI, inicialmente é Certificado de Microempreendedor Individual é considerado também como um alvará provisório com validade de 180 (cento e oitenta) dias. Devendo o proprietário solicitar o definitivo dentro deste prazo. Com o advento da Lei de Liberdade Econômica, as empresas com atividade de baixo risco, estão desobrigadas de ter o Alvará de funcionamento. Para tanto deverá ver com a prefeitura de seu Município quais são as atividades consideradas de baixo risco, e verificar se a sua está na relação, para que goze deste benefício.

Deixe uma resposta

Desculpe, você não tem permissão para responder a esta pergunta.