CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

O sabor da Cachaça Artesanal

O sabor da Cachaça Artesanal

Conheça um pouco mais sobre o segmento de cachaças artesanais com ajuda do Sebrae.

sebrae mercados, cachaça artesanal

A cachaça é um produto tipicamente brasileiro muito valorizado no mercado exterior. Entretanto no Brasil, o consumo da cachaça industrial ainda está relacionado ao público de menor poder aquisitivo.

Mas este cenário vem se transformando nos últimos anos devido à cachaça artesanal, em foco neste texto. Ela apresenta grande valor agregado, devido a seus processos de envelhecimento e é sobre ele que vamos falar.

O envelhecimento em madeiras dá uma coloração amarela, mais clara ou mais escura, dependendo do tipo utilizado. Existe o envelhecimento “forçado”, feito por circulação no barril, ou por gravidade: em apenas alguns dias, o resultado assemelha-se a alguns anos de envelhecimento. Esse processo está longe do ideal, justamente por forçar a natureza e impedir a decantação, que deixa as impurezas no fundo do barril.

Carvalho, amburana, araucária, castanheira-do-pará, cedro, louro-freijó, bálsamo, vinhático, araribá, jequitibá e peroba-do-campo são as madeiras de melhores características para o envelhecimento em barris ou tonéis, que devem ser bem acomodados em locais afastados de luz, vento ou calor. Falo aqui dos tipos mais usados de madeira e seus efeitos no armazenamento da cachaça.

Carvalho – Envelhece a bebida reduzindo sua acidez, deixando sabor e perfumes característicos (lembram baunilha), além de tornar amarelada a cor do líquido.

Amburana – Assim como o carvalho, envelhece a bebida, ao mesmo tempo em que diminui sua acidez, deixando-a com aroma e sabor levemente adocicados, além da cor amarelada.

Bálsamo – Imprime cor dourada, e dá gosto e aroma marcantes.

Castanheira-do-Pará – Torna a cachaça mais suave, deixando sua cor levemente bronzeada, com aroma e sabor característicos do fruto.

Jequitibá-Rosa – Reduz a acidez da aguardente, preservando o aroma e sabor originais. Até mesmo a cor é mantida quase original, bem clara.

Araucária – A que melhor preserva a cor, o aroma e o sabor originais da bebida.

Para saber mais sobre cachaças artesanais acesse o Estudo do Sebrae

Fonte: Sebrae.com.br

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Sebrae MercadosSebrae