CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Perguntar é uma funcionalidade apenas para usuários registrados.
Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

Entrar

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

O que fez a produção de veículos pesados aumentar 7,3% em agosto?

O que fez a produção de veículos pesados aumentar 7,3% em agosto?

 

De acordo com dados divulgados pelas fabricantes de caminhões, cerca de 7.316 unidades de veículos pesados foram produzidos no país apenas no mês de agosto. O número é bastante celebrado pelos empresários do setor, que sentem um reaquecimento da área motivado principalmente pelo agronegócio.

 

Em julho, a produção de caminhões no Brasil havia chegado a 6.820 unidades. Ou seja, o número alcançado em agosto representa uma alta de 7,3% em relação ao mês anterior.

 

Entretanto, o acumulado do ano ainda mostra uma retração no setor, que vem acelerando lentamente. Em relação ao ano anterior, a queda na produção brasileira de veículos pesados chega a 36,6%. Até agosto, o acumulado da produção é de 48.987 fabricados no Brasil, enquanto em 2019 o número havia chegado a 77.046 no mesmo período.

 

Esses dados foram divulgados pela Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores) no início de setembro.

 

Modelos fora de linha puxam queda

 

A Anfavea destaca que um dos motivos para essa produção em queda em relação aos outros anos é a retirada de alguns dos modelos pelas fabricantes, concentrando a produção nos mais vendidos das marcas.

 

Mas é a pandemia que vem sendo apontada como a principal responsável pela retração no setor. Desde março, muitas fábricas estão com as atividades paralisadas, gerando também um desabastecimento do mercado de caminhões ao consumidor final.

 

A retomada das produções, no entanto, retornou no começo de julho, ainda de forma gradual. De acordo com representantes do setor, as empresas ainda estão preocupadas em produzir excedente e ter prejuízos. Por isso, ainda estão calibrando a produção de acordo com os movimentos do mercado.

 

Como comprar caminhão com preço mais barato

 

Com menos modelos disponíveis no mercado, é comum que os preços subam. No entanto, para quem precisa do veículo para o trabalho, muitas vezes, não é possível esperar por melhores condições do setor. Por isso, buscar por opções mais baratas é o mais indicado para o momento, principalmente para quem está com restrições no orçamento.

O leilão de caminhão é uma boa opção para quem busca preços mais baixos. Nesta modalidade, é possível encontrar modelos por até 30% mais economia do que nas concessionárias, o que pode representar uma importante quantia em dinheiro quando se leva em consideração o preço de um veículo pesado.

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Debora RamosEspecialista