CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

O que é tráfego web e quais são seus tipos?

O que é tráfego web e quais são seus tipos?

Apenas duas palavra definem a disputa de todos os blogs e sites que existem na internet: tráfego web.

Afinal de contas, o tráfego representa o pilar do sucesso para um site que vende seus produtos ou serviços, assim como para um blog que compartilha e divulga informações.

Gerar tráfego na web significa atrair novos clientes, estabelecer relacionamentos, segmentar a sua audiência, aumentar as vendas e dialogar com seu público.

Resumidamente, o tráfego se trata da quantidade de visitantes que acessaram a sua plataforma na internet durante um determinado período.

Além disso, existem diferentes tipos de tráfegos. Por exemplo: se você tem um site de molas de compressão, e alguém acessa a plataforma por meio do Google, isso significa que o Google é uma fonte de tráfego.

Outras pessoas podem chegar no seu site por meio do Facebook, ou até mesmo digitando diretamente o seu URL na caixa de pesquisa.

E saber diferenciar os tipos de tráfego é essencial para montar estratégias de marketing digital que impactem o seu público. Por isso, neste post você irá conhecer quais são os tipos de tráfego que existem! Continue nos acompanhando para saber mais!

1. Tráfego orgânico

O tráfego orgânico são as pessoas que visitam o seu blog ou site, sem que você tenha feito algum tipo de investimento pago.

Esse é o modelo de tráfego mais procurado pelas empresas. Afinal, a visita de pessoas de forma natural e sem a necessidade de investimento gera ainda mais lucro para a empresa, certo?

Uma das formas de tráfego orgânico é a localização do seu site por meio dos mecanismos de busca, como o Google, Bing ou Yahoo, por exemplo.

Se você tem um site de balança digital comercial, por exemplo, e quer apostar no tráfego orgânico, uma das maneiras mais comuns para gerar resultados é o marketing de conteúdo.

2. Tráfego pago

Ao contrário do tráfego orgânico, o tráfego pago são os visitantes que acessaram o seu site em razão de algum investimento pago, como no caso dos links patrocinados.

Esse modelo de tráfego tem resultados em curto prazo e as chances de aumento se baseiam no investimento aplicado e no planejamento da estratégia. No entanto, na maioria das vezes, o tráfego pago é imediato e garantido, dependendo do quanto você investe.

3. Tráfego de referência

O tráfego de referência são o número de usuários que vieram ao seu site por meio de links, seja na estratégia de backlinks, guests posts, entre outras ações de link building.

Um usuário pode acessar seu site por meio de outro site que tenha um link da sua plataforma, por exemplo.

4. Tráfego direto

O tráfego direto acontece quando um usuário acessa diretamente o seu site, digitando ou colando o URL em seu navegador. É um dos tráfegos mais utilizados por clientes fidelizados!

5. Tráfego social

Basicamente, o tráfego social se trata dos usuários que acessaram sua página por meio das redes sociais, como Facebook, Twitter, LinkedIn, Youtube, entre outros.

O tráfego social é o que mais chama a atenção na atualidade. Afinal, as redes sociais são grandes geradoras de tráfego, além de auxiliarem na divulgação dos seus serviços ou produtos, como carrinho plataforma, dentre outros.

  1. Tráfego de e-mail marketing

Por fim, o tráfego de e-mail marketing se trata dos usuários que receberam algum e-mail em sua caixa de entrada, contendo o link do seu site.

Muitos profissionais e empresas que investem em e-mail marketing também foca na atração de tráfego, o que normalmente traz muito retorno!

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Felipe SIlvaEspecialista