CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Microempresa, mas com grande consciência social

Microempresa, mas com grande consciência social

Um beijo doce tem novo significado na vida de vários adolescentes de São Paulo. A Doceria Beijinho Doce vem proporcionando a jovens de baixa renda uma oportunidade de se profissionalizar e conquistar o primeiro emprego, oferecendo capacitação em confeitaria. Com o projeto, a microempresa foi uma das finalistas ao prêmio Responsabilidade Social e Sustentabilidade no Varejo de 2010, da Fundação Getúlio Vargas.

Com 30 anos de história, a Beijinho Doce passou, na década de 90, por uma ampla reforma. Além da troca societária e de melhorias na infraestrutura, a empresa passou a se preocupar com as condições da comunidade onde está inserida e a investir em projetos de responsabilidade social. A microempresa, que tem nove colaboradores no quadro de funcionários, começou a recrutar adolescentes de baixa renda para o projeto Confeitaria Solidária.
Lançado em 2001, o projeto capacita em confeitaria básica esses jovens de 16 a 19 anos encaminhados pelo Instituto Criança Cidadã – ICC. Para cada turma, a empresa investe cerca de R$2.000,00. De acordo com empresa, centenas de jovens já fizeram o curso e o grau de satisfação dos aprendizes é grande. Muitos já estão empregados ou atendendo encomendas por conta própria.
Além do ICC, a confeitaria também é parceira de diversas entidades que se preocupam com a formação cidadã das crianças como a Fundação Abrinq, Instituto Akatú. A Beijinho Doce passou ainda a incentivar ações comunitárias como teatro de presidiários, exposições artísticas, feiras de livros e festas juninas. Mas a principal preocupação da empresa é com a profissionalização dos jovens de baixa renda.
Além da responsabilidade social, a empresa preza pela sustentabilidade. Todos os funcionários, inclusive os jovens da Confeitaria Solidária, são orientados sobre a importância da reciclagem. Todo o óleo utilizado na produção da confeitaria e panificação é encaminhado para a reciclagem. Os resíduos sólidos recicláveis também são separados e coletados, semanalmente, por uma cooperativa de catadores de lixo.
Fonte: Site de Comércio Varejista
Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Sebrae MercadosSebrae