CADASTRAR

Entrar

Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Enviar mensagem

Adicionar pergunta

Entrar

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Mercado Aquecido para Móveis de Madeira

Mercado Aquecido para Móveis de Madeira

Capintaria_2

Marceneiro ou moveleiro, o mercado está aquecido com destaque para os produtos com foco na sustentabilidade e personalização. Nota-se gradativamente que parte da população busca consumir com mais consciência. Ter em casa produtos que não agridam o meio ambiente se tornou uma necessidade.

Uma característica é que, em média, produtos que não agridam fortemente o meio ambiente são mais duráveis. Um dos conceitos da sustentabilidade é a redução da aquisição de produtos que não necessitamos diretamente e também produzir e consumir produtos menos descartáveis para gerar menos lixo.

Ainda há os produtos que são resultados de ações em que o material é fruto de reciclagem ou contém material reutilizado. Um dos segmentos que vem adquirindo esta característica é a marcenaria, que quando adquirir tais características é chamada de “marcenaria verde”.

O marceneiro trabalha principalmente com laminados industrializados de madeira, como compensado, aglomerado, MDF, Laminado melamínico, folhas de madeira, etc. na fabricação de móveis em pequenas oficinas artesanais ou na pequena indústria. Apesar de o marceneiro moderno fazer uso de máquinas, para grande parte de seu trabalho, ele ainda é um artesão. Um profissional que produz exclusivamente móvel, principalmente de chapas industrializadas como o MDF e o aglomerado, é chamado de moveleiro.

O que contamos de bom é que conscientização ambiental também chegou às carpintarias, transformando antigos vilões em aliados na preservação da natureza. O conceito de uma carpintaria verde é a utilização, desde a concepção dos móveis e objetos produzidos, de técnicas de manejo e ecodesign que minimizam o uso de recursos naturais e o descarte de resíduos na natureza.

Utilizando produtos reciclados e reutilizando o que antes era lixo, sucata e resíduos florestais as carpintarias verdes prestam serviços e produzem assoalhos, prateleiras, mesas, cadeiras, armários e muitos outros objetos desejados por consumidores do Brasil e do exterior.

Mercado: Em 2012, o varejo de móveis apresentou crescimento de 4,5% em peças e 8% em faturamento, com previsão de crescimento de 6,8% nos produtos e 9,7% no faturamento para 2013. Resultados até julho de 2013 revelam alta de 4,8% nos volumes vendidos e 7,1% nos valores, confirmando a expectativa de crescimento. Na produção, o crescimento previsto para 2013 era de 5,5%. Até julho o crescimento foi 4,5%.

Segundo o Relatório Conjuntura e Comércio Externo do Setor de Móveis no Brasil, elaborado pelo Instituto de Estudos e Marketing Industrial (IEMI) que apresenta os resultados de julho de 2013 e no acumulado do ano, publicado no Portal Moveleiro em outubro do ano passado, informa que em julho, as vendas do comércio varejista de móveis, incluindo eletrodomésticos, obtiveram um aumento de 12,3% em volumes de peças e 13,2% em valores das receitas. No ano, a alta é de 4,8% nos volumes vendidos e 7,1% nos valores. A produção nacional de móveis fechou o mês de julho com acréscimo de 2,1%, chegando a 40,5 milhões de peças. No acumulado do ano, o crescimento foi 4,5% e, quando comparado aos últimos 12 meses, a alta chegou a 2,2%. O consumo aparente registrou crescimento de 2,4% em julho e alta de 5,7% no ano.

Estes dados mostram como vêm crescendo este mercado tanto no numero de vendas como no valor dos produtos do varejo de móveis e, consequentemente, também para a indústria.

Tendências de personalização: A necessidade de diferenciação e incorporação de design aos móveis, assim como o desejo dos consumidores cada vez mais exigentes de criar ambientes mais personalizados, aliadas às perspectivas de crescimento do setor moveleiro decorrentes dos megaeventos a serem realizados no Brasil geram oportunidades para as marcenarias, que podem desenvolver e executar projetos sob medida, tanto para residências quanto para hotéis, pousadas, bares, restaurantes e outros estabelecimentos comerciais que estão se preparando para receber turistas em 2014 e 2016.

Praça: As fabricas de moveis, na sua maioria, estão localizadas nas regiões sul e sudeste Brasil, em um total de 10.566 empresas (IEMI, 2011). Sendo, que a cidade de Curitiba e sua região metropolitana (RMC) possuem 9% das empresas de moveis localizada em seu perímetro, cerca de 1.400 (FIEP, 2011). De acordo com a pesquisa de Herbst (2011) 78% das empresas de moveis de Curitiba utilizam material de origem vegetal, porém 25% armazenam de forma inadequada.

Para os empreendedores do ramo o SEBRAE produziu da série Ideias de Negócios Sustentáveis Carpintaria Verde em que traz dados de mercado, como posicionar a micro pequena empresa e outras informações que auxiliam, porém não substituem o Plano de Negócios. Procure o Sebrae da sua região e inove no mercado.

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Sebrae

Esse é o perfil institucional do Sebrae nessa comunidade. Quer saber mais sobre o Sebrae - Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas? Acesse: http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/canais_adicionais/o_que_fazemos

Me siga