CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Mercado Aquecido: desenvolvimento de apps para smartphones

Mercado Aquecido: desenvolvimento de apps para smartphones

apps_2

Em 2013, pela primeira vez, a venda de smartphone superou a venda de aparelhos celulares convencionais. Com as vendas de smartphones crescendo, as oportunidades alcançam, indiscutivelmente, os negócios voltados ao desenvolvimento de aplicativos (apps).

Nesse segmento, o mercado vem percebendo que nem sempre os aplicativos desenvolvidos no mercado estrangeiro atendem às necessidades brasileiras. Um dos fatores que contribui para tal percepção é a questão sociocultural, uma vez que se difere bastante entre a população brasileira e os países mais desenvolvidos, onde os aplicativos geralmente têm sido produzidos.

Visando a geração de aplicativos que atendam às necessidades do brasileiro, e também para incentivar o desenvolvimento do setor no Brasil, o Ministério das Comunicações lançou Portaria isentando PIS e Confins de os smartphones fabricados no Brasil que tiverem, ao menos, cinco aplicativos nacionais. Representando 9,25% do valor, o desconto começou a valer no dia 10 de outubro de 2013, com a exigência de os fabricantes incluírem aplicativos nacionais em seus smartphones. A lei beneficia aparelhos vendidos por, no máximo, R$ 1,5 mil. Em 2014, os fabricantes deverão aumentar para, no mínimo, 15 apps brasileiros, passando para 30 no meio do ano e totalizando 50 no dia 1 de dezembro de 2014.

A fabricante Apple saiu na frente declarando que incluirá 21 aplicativos nacionais, cumprindo antecipadamente a meta de junho de 2014.  Ao todo, nove empresas divulgaram a lista inicial de aplicativos que virão em seus aparelhos: Apple, Huawei, LG, Samsung, Positivo, Motorola, Sony, Digibrás e Nokia.

Entre os aplicativos brasileiros escolhidos pela Apple, divulgados no Diário Oficial, estão:

  • ENEM Quiz – Provas do Enem
  • Turma da Galinha Pintadinha – Educação
  • Infraero – Turismo
  • Pitaco – Esportes
  • Calculadora do Cidadão – Finanças
  • Organizze – Produtividade
  • Kekanto – Lazer
  • Onde está meu ônibus – Transporte
  • Tecnonutri – Saúde

Apesar de criticada por investidores da área, a Portaria é uma oportunidade real para a geração de aplicativos com características especificas para o brasileiro e os demais países que ainda não absorveram totalmente a onda tecnológica.

Para aqueles que desejam investir nessa área, vale explicitar a importância da pesquisa, na fase inicial do projeto, para mapear demandas brasileiras que poderiam ser atendidas por aplicativos.

Como exemplo, destaca-se o sucesso recente de sites e aplicativos brasileiros que mapeiam áreas de alto nível de violência. São eles:

 

  • Agentto, criado em Minas Gerais, ele permite informar e monitorar situações de perigo através de uma rede de confiança de até 12 pessoas (familiares e melhores amigos). O usuário pode receber e enviar pedidos de socorro silenciosamente. Permite que órgãos públicos e empresas se cadastrem como protetores.

 

  • B.O. Coletivo, criado no Rio Grande do Sul, o usuário pode cadastrar diferentes tipos de incidências relacionadas à segurança publica (furtos, roubos, sequestros e outros), atribuindo localização, data, horário e descrição do ocorrido. Desta forma é possível saber que zonas de uma determinada cidade são mais seguras ou mais violentas.

 

  • Onde Fui Roubado, criado na Bahia, é uma ferramenta de utilidade pública para captar dados sobre ações criminosas e ajudar a população e órgãos responsáveis na prevenção e no combate ao crime. Locais de crimes podem ser marcados por usuários não cadastrados.

 

  • Owl – Rede social colaborativa, criado em São Paulo, gerado para listar e mapear pontos de ocorrências criminais como roubos, furtos, acidentes, atividades suspeitas, uso e venda de drogas, entre outros, identificando os locais. Identidade não é divulgada.

 

  • WikiCrimes, criado no Ceará, ele permite registro de ocorrências criminais em um mapa digitalizado. Reúne as informações e possibilita a consulta sobre locais perigosos. O aplicativo dá indicações em raio e período configurados pelo usuário.

 

O aplicativo gaúcho B.O. Coletivo alcançou a média de um download a cada quatro minutos nos primeiros três dias após o lançamento. Já o site baiano Onde Fui Roubado recebeu 2.500 denúncias em um mês. O número é 20% acima da média mensal do Disque-Denúncia.

Sebrae Startupday

O SEBRAE Startupday é uma série de eventos promovidos pelo SEBRAE, em parceria com o Circuito Startup. Palestras, Painéis, Workshops, Atendimentos e Desafio de Startups estão entre as diversas atividades que buscam disseminar a cultura Startup no Brasil.

Os principais objetivos dos StartupDay é promover o encontro entre empreendedores, investidores (em startups), desenvolvedores, prestadores de serviço, incubadoras, aceleradoras de negócios, mídia e interessados no setor.

Com um formato Happy Hour, facilita e estimula o diálogo entre um grande número de pessoas. Evidenciando-se como uma excelente oportunidade para ampliar a rede de contatos, conhecer pessoas com novas ideias, negócios inovadores ou mesmo investidores à procura de talentos.

Acompanhe aqui a agenda do evento: http://www.sebraestartupday.com.br/agenda

 

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Sebrae

Esse é o perfil institucional do Sebrae nessa comunidade. Quer saber mais sobre o Sebrae - Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas? Acesse: http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/canais_adicionais/o_que_fazemos

Me siga