CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Perguntar é uma funcionalidade apenas para usuários registrados.
Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

Entrar


CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Lucro da madrugada

Por Pedro Valadares

É comum associar o funcionamento das empresas ao horário comercial, de 8h a 18h. Contudo, com o crescimento das cidades, existe clientela para todas as horas e a madrugada pode ser bem lucrativa.

Por exemplo, a pizzaria brasiliense Tele Pizza Corujão especializou-se em atender nas altas horas. As vantagens são uma concorrência menor e a fidelidade do público, que cria simpatia pela empresa que o atende em qualquer horário.

Outro exemplo clássico de quem fatura com a madrugada são os taxistas. Em conversa com um deles no Rio de Janeiro, foi relatado que à noite ele consegue fazer o dobro de corridas que faz pela manhã, por conta do trânsito mais tranquilo. O aeroporto recebe pessoas o tempo inteiro, por isso sempre há clientes necessitando do serviço.

Em São Paulo, a Pizza Hut do aeroporto também funciona 24h. Em passagem pelo aeroporto, pude presenciar o restaurante cheio…às 3h da madrugada.

Os serviços prestados à noite também têm a vantagem de poderem operar com um preço mais alto, pois, se quero comer algo às 3h da manhã, certamente, acho justo que o preço não seja o mesmo cobrado pela manhã.

Outro caso interessante é o chaveiro 24h. Ele me contou que os chamados de madrugada são quase equivalentes aos que realiza pela manhã. Além disso, os preços são 30% mais altos e, muitas vezes, o cliente satisfeito por ter tido seu problema resolvido, dá uma gorjeta considerável.

É possível citar ainda outros serviços como floriculturas, cartórios, oficinas, eletricistas e até salões de beleza que ficam abertos 24h e faturam na madrugada. Claro que há fatores a serem considerados como a questão da segurança, o tamanho da demanda, o custo que para manter um empregado no período da noite, entre outros. Mas o crescimento das cidades aliado à flexibilização dos horários de trabalho geram um mercado que torna a madrugada cada vez mais lucrativa.

Pedro Valadares, do SEBRAE.

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Sebrae MercadosSebrae