CADASTRAR

Entrar

Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Enviar mensagem

Adicionar pergunta

Entrar

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Lixo é pontapé inicial para novo negócio

Lixo é pontapé inicial para novo negócio

oportunidade de negócio com o lixo

O casal Ana Paula Filetti, de 28 anos, e Danes Miguel de Morais, 34, tiraram do lixo o material necessário para começar o próprio negócio, a Filetti Decorações, em Goiânia (GO).

Com seis anos de mercado, a empresa especializada em festa infantil já é referência para quem quer serviço criativo e de qualidade. Ana Paula começou o empreendimento após se interessar em trabalhar com balões. Em 2008, fez curso básico na Radical Festas, que foi o pontapé para sua vida empresarial. O primeiro trabalho foi na sala de casa, ao montar uma mesa decorada com balões para festa infantil, o que chamou a atenção da primeira cliente. A princípio, diz que pretendia se especializar no ramo, mas a sua criatividade e a do marido proporcionaram novas oportunidades. No lixo, Miguel viu peças de madeira que, segundo ele, eram ideais para montar uma maquete de um castelo para a decoração da festa. Ana Paula lembra que, como não tinha recursos para comprar o equipamento adequado, teve que encher os balões com compressor de tinta. A mesa foi montada com cavaletes de ferro e um tampão de madeira. “Mesmo com improvisos, saiu tudo como planejado. E o melhor: com a cliente satisfeita”, conta ela. Enquanto Miguel trabalhava como mestre de obras, Ana Paula atendia a clientela dentro de casa, dividindo o ambiente familiar com o novo negócio. Com a intenção de estruturar a empresa, em 2011, alugaram espaço para montar uma loja. Para surpresa do casal, foram fechados 36 contratos na primeira semana. No começo, como estratégia de divulgação, a loja ficava aberta até às 21 horas, com as luminárias ligadas na vitrine para destacar as decorações. “Assim, mais clientes se interessariam pelo trabalho ao passar em frente da loja”. Depois de seis meses que a loja foi montada, o marido deixou o serviço para ajudar no novo empreendimento. Além de atender os clientes e decorar as festas, Miguel descobriu um novo talento: aprendeu a fabricar peças de escultura em 3D, no isopor.

O crescimento da empresa trouxe ganhos financeiros, mas também problemas administrativos. E por meio do programa ‘Pequenas Empresas & Grandes Negócios’, exibido na Rede Globo, Ana Paula soube das consultorias gratuitas, oficinas e cursos oferecidos pelo Sebrae Goiás. Era, segundo ela, a parceria ideal que precisavam para alavancar os negócios. Um dos aprendizados foi na área de publicidade. As redes sociais da empresa foram modificadas para atender e divulgar melhor os serviços oferecidos. Ao acompanhar as consultorias e palestras no Sebrae, percebeu que poderia profissionalizar a rede social, ao criar uma Fanpage – interface específica para a divulgação de empreendimentos ou marcas. Em menos de dois meses, 17 mil curtidas. De acordo com Ana Paula, outro diferencial é o atendi mento, o qual conseguiu aprimorar por meio das consultorias e cursos. “Tem cliente que não sabe por onde começar a organização de uma festa. Por isso, dedicamos o tempo necessário para explicar sobre a qualidade do trabalho e tudo o que podemos oferecer. No contrato tem tudo especificado, com riqueza de detalhes. O intuito é de montar a festa de forma que a mesma seja o nosso cartão de visita para novos clientes.”

Confira mais matérias como essa na seção de “Economia Criativa” aqui no Sebrae Mercados.

Deixe um comentário

Sobre Sebrae MercadosDeixa eu ver qual é