CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Inadimplência das empresas sobe 2,3% em novembro, revela Serasa Experian

Pagamento3A inadimplência das pessoas jurídicas cresceu 2,3% em novembro, na comparação com outubro último, conforme revela o Indicador Serasa Experian de Inadimplência das Empresas. Foi a segunda alta mensal consecutiva registrada pelo levantamento.

O indicador também apontou elevações nas variações anual e acumulada. Na relação de novembro de 2013 com igual mês do ano anterior, a inadimplência nos negócios cresceu 6,7%, ao passo que na comparação entre os acumulados de janeiro a novembro de 2013/2012 o aumento foi de 1,9%.

De acordo com os economistas da Serasa Experian, a sequência de elevações das taxas de juros, encarecendo o custo financeiro das empresas, as oscilações da taxa de câmbio e o atual cenário de desaceleração da economia estão contribuindo para o aumento da inadimplência das empresas neste último trimestre de 2014.

Valor médio das dívidas
Nos onze primeiros meses do ano, as dívidas não bancárias (cartões de crédito, financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços como telefonia e fornecimento de energia elétrica e água) tiveram um valor médio de R$ 814,11, o que representou um crescimento de 6,6% ante igual período de 2012.

As dívidas com bancos, por sua vez, tiveram nos onze primeiros meses de 2013 um valor médio de R$ 5.296,09, resultando em 0,6% de alta na relação com o acumulado de janeiro a novembro do ano anterior.

Quanto aos títulos protestados, o valor médio verificado de janeiro a novembro foi de R$ 2.050,41, com aumento de 4,9% sobre igual acumulado de 2012.

Por fim, os cheques sem fundos tiveram, nos onze primeiros meses de 2013, um valor médio de R$ 2.426,79, representando um aumento de 6,2% quando comparado com os onze primeiros meses do ano anterior.

Para saber mais, visite o site da Serasa Experian.

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Sebrae MercadosSebrae