CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Ideia de negócio: fornecedora de derivados de cana

Ideia de negócio: fornecedora de derivados de cana

136

O consumo de derivados de cana-de-açúcar – rapadura, mel de engenho, melado e açúcar mascavo – é fortemente influenciado por hábitos regionais no Brasil e vem se ampliando na medida em que aumenta o consumo de produtos orgânicos, bem como dos oriundos da agricultura familiar.

A demanda por adoçantes substitutos dos produtos industriais encontra, nesses derivados da cana-de-açúcar, um alimento que, além de proporcionar o sabor desejado, é fonte de energia rica em nutrientes. Por esses fatores, o fornecimento de derivados de cana é considerado uma oportunidade de mercado.

 Mercado

O consumo de produtos alimentícios, de maneira geral, está associado ao nível de renda da população. A renda, portanto, é o primeiro fator de expansão ou retração da demanda. No caso dos derivados de cana de açúcar, essa vinculação é ainda maior, ou seja, o seu consumo é mais sensível às variações da renda do que os adoçantes industriais. A expectativa é que, em termos mais amplos, a economia brasileira mantenha seu ritmo de crescimento e, assim, o consumo em geral também cresça, e com ele o consumo de derivados da cana de açúcar.

Atualmente, segundo o Sindicato da Indústria do Açúcar e do Álcool do estado de Pernambuco, a média do consumo brasileiro de açúcar é de aproximadamente 53 Kg/habitante/ano, sendo superado somente pela União Européia, cujo consumo se situa na faixa de 60 Kg/hab/ano. Segundo a União da Indústria da cana de açúcar, em 2012, o Brasil produziu 38.237 milhões de toneladas de açúcar, com 89% desse total oriundo da região Centro-Sul e 11% da região Norte-Nordeste.

O cenário para o mercado dos derivados de cana de açúcar é de crescimento em todos os países, inclusive com os consumidores buscando cada vez mais produtos orgânicos, cujos métodos de fabricação sejam ambientalmente adequados e socialmente justos. Produtos artesanais, adicionados de frutas e castanhas nativas brasileiras, são de grande aceitação pelos turistas, especialmente estrangeiros. Os derivados de cana-de-açúcar fornecem as calorias necessárias ao organismo com um baixo custo em relação a outros alimentos industrializados.

Tais características alimentares, associada aos grandes eventos desportivos, Copa do Mundo da FIFA 2014 e Olimpíadas Rio 2016, com as delegações de atletas e suas necessidades alimentares e energéticas e, ainda, considerando-se o grande contingente de turistas que deve entrar no país, permitem estimar um incremento na demanda por derivados de cana-de-açúcar. Esse fluxo turístico, associado ao consumo nacional, proporcionará novas possibilidades ao setor nos próximos anos.

 

Veja a ficha completa deste negócio negócio em: http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/ideias/Como-montar-uma-fornecedora-de-derivados-de-cana%E2%80%93de%E2%80%93a%C3%A7%C3%BAcar,2014

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Sebrae MercadosSebrae