CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Gestão de crise: como fazer?

Gestão de crise: como fazer?

A gestão de crise implica em um conjunto de fatores, questões e variáveis presentes no mundo corporativo. Afinal, as situações que englobam a instabilidade econômica são compostas por riscos, ameaças e, claro, consequências. 

Por isso, a gestão de crise é sempre um assunto estudado e pautado dentro das organizações. Até porque, situações que envolvem perdas financeiras representam a instabilidade de mercado, no qual é preciso agir de forma inteligente para permanecer ativo.

Com esse cenário, é preciso elaborar ações extremamente estratégicas. Aliás, esse é o momento para viabilizar os recursos, analisar as finanças e identificar gargalos dentro do ambiente corporativo. 

Para auxiliar você, empreendedor, a fazer uma boa gestão de crise, continue lendo este post. Nele, vamos falar um pouco sobre esse conceito e como aplicá-lo na realidade do seu negócio. 

Passo a passo para fazer uma boa gestão de crise

De acordo com o ICM (Institute for Crisis Management) – instituto norte-americano especializado em gestão de risco – crise é qualquer acontecimento que estimula grande cobertura da imprensa, com prejuízos financeiros grandes a organização. 

Ou seja, são situações de inviabilidade econômica e que, consequentemente, afetam a receita e investimentos da empresa. Para contornar essa situação, confira o passo a passo a seguir.

1. Planejamento

O primeiro passo para fazer uma boa gestão de crise é elaborar um bom planejamento. Afinal, o gerenciamento de crise visa a redução de prejuízos em situações emblemáticas, seja por motivos internos ou externos. 

Por isso, é preciso analisar os dois cenários e identificar ações que podem ser colocadas em prática. O planejamento deve incluir os seguintes fatores:

  • Soluções para eventuais problemas;
  • Análise de departamentos (marketing, financeiro e até a parte de serviços em gerais, como a manutenção de chiller);
  • Estratégias;

Contudo, o objetivo do planejamento é criar uma segurança das atividades da empresa, detalhando os recursos financeiros, humanos e tecnológicos que poderão auxiliar a curto, médio e longo prazo. 

2. Aja rápido

Uma situação de instabilidade econômica exige uma certa rapidez por parte do gestor. Por isso, com o planejamento em mãos, filtre os seus esforços para realizar um diagnóstico completo da empresa, identificando possíveis gargalos nas áreas do seu negócio. 

Nesse momento, você precisa utilizar a tecnologia como a sua maior aliada. Sendo assim, adote softwares de integração, de controle, produção (até para uma espuma laminada, por exemplo) e monitoramento de resultados. 

3. Defina uma equipe de trabalho

Outra dica fundamental para a construção de uma boa gestão são os colaboradores. Nesse sentido, defina uma pequena equipe para solucionar os problemas desenvolvidos durante a crise. 

Além disso, escolha um responsável por controlar e monitorar o dia a dia da equipe. No entanto, é preciso explicar a situação para o time, conscientizá-los sobre a importância desse momento e as medidas que estão sendo tomadas para resolver a situação. 

4. Mantenha as atividades 

Lembre-se que para conseguir contornar a crise, é fundamental dar continuidade às atividades da organização e contar com a colaboração dos colaboradores. 

Dessa forma, é preciso continuar agindo, na medida do possível, com normalidade, dando continuidade às atividades, assumindo os compromissos e gerenciando a equipe, principalmente a parte de produção, como o processo de molde de injeção plástica, por exemplo. 

Inclusive, essa é uma ótima maneira de estimular a equipe, de reter bons talentos e expandir as oportunidades do negócio. 

5. Mostre o seu posicionamento

O líder tem como responsabilidade fornecer segurança e assegurar a motivação dos colaboradores. Dessa forma, é preciso informar os colaboradores a respeito da situação atual e como isso será tratado. 

Além disso, crie um canal de comunicação para que os funcionários apresente ideias, soluções e projetos para contornar a crise. Nesse momento, a transparência e a liberdade são as melhores opções. 

Aposte no gerenciamento de crise

Em geral, o gerenciamento de crise deve ser executado junto ao planejamento, o que permite analisar o cenário e contornar situações adversas. Agir com rapidez, definir uma equipe e manter as atividades são apenas algumas características desse processo. 

Gostou deste post? Tem alguma dúvida sobre o assunto? Conta pra gente!

Esse‌ ‌artigo‌ ‌foi‌ ‌escrito‌ ‌por‌ ‌Beatriz‌ ‌Barros,‌ ‌Criadora‌ ‌de‌ ‌Conteúdo‌ ‌do‌ ‌‌Soluções‌ ‌Industriais‌.‌ 

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Luna BugattiBoas respostas


Me siga