CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Fundo de sociedade garantidora terá pelo menos R$ 4 milhões

Expectativa é que em dois meses a Sociedade Garantidora de Crédito da região reúna 400 associados

ASN

Assembleia de instituição da Sociedade de Garantia de Crédito (SGC) em Campos dos Goytacazes O auditório da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) de Campos dos Goytacazes ficou pequeno com a presença massiva de empresários ansiosos por saber como a união faz a força na prática – ainda mais em relação a um tema tão delicado quanto o crédito – durante a assembleia de instituição da Sociedade de Garantia de Crédito (SGC) da Região Produtora de Petróleo, Gás e Energia Garantinorte. Trata-se de um fundo para micro e pequenas empresas de 14 municípios da região Norte – o primeiro do Estado do Rio de Janeiro – que passa a garantir o pagamento de empréstimos aprovados, o que reduz significativamente a inadimplência, taxas de juros e carências.

A iniciativa surgiu a partir da proposta das entidades empresariais da região (Associação Comercial e Industrial de Campos – Acic, Câmara de Dirigentes Lojistas de Campos e Associação Comercial e Industrial de Macaé – Acim) à Chamada Pública do Sebrae, que está apoiando a criação de Sociedades de Garantia de Crédito no Brasil. “Há três anos, foi plantada uma semente, com uma visita no Rio Grande do Sul, na primeira SGC do país. Tudo vai dar certo pois esta semente foi bem regada”, relembrou o presidente da Acic, Amaro Ribeiro.Para a formatação do fundo da Sociedade de Garantia de Crédito, o Sebrae está aplicando R$ 2 milhões, o Fundo de Desenvolvimento de Campos (Fundecam) R$ 1 mihão e o Fundo de Desenvolvimento Econômico e Social de Macaé (Fumdec) mais R$ 1 milhão. As empresas associadas também irão contribuir. A expectativa é que em dois meses a SGC reúna 400 associados. “O Sebrae/RJ só tem a reiterar a disposição para continuar estimulando e fomentando as micro e pequenas empresas. A importância desta iniciativa para o Estado do Rio é o pioneirismo. Já existem no Brasil algumas experiências em curso, mas queremos que a Garantinorte seja um modelo de referência para outras regiões do estado”, afirma o diretor do Sebrae/RJ Evandro Peçanha.

Segundo Roberto Marinho, responsável pelo projeto Sociedades de Garantia de Crédito no Sebrae – ele representou o diretor da entidade, Carlos Alberto dos Santos, impossibilitado de comparecer ao evento por motivos de saúde -, o maior problema para as micro e pequenas empresas obterem crédito é a garantia. “Com a SGC, o empresário tem não apenas garantia, como também taxas de juros adequadas e assessoria empresarial”. Marinho acrescentou que o Sebrae recebeu 19 propostas para a criação de sociedades de crédito em todo o país, que estão sendo avaliadas. “Atualmente, a única SGC em funcionamento no país é a do Rio Grande do Sul. Em países como Espanha, Itália, Argentina e Portugal, isto já está disseminado”.

Na ocasião, foi eleito o conselho de administração da Garantinorte. Participaram ainda do evento Joilson Barcelos, presidente da CDL/Campos; Eduardo Crespo, presidente do Fundecam; Marcelo Reid, presidente da Acim; dentre outros. Estima-se que no final de julho a instituição esteja em operação. Em Campos, a SGC terá sede na CDL e, em Macaé, uma subsede na Acim.
Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Sebrae MercadosSebrae