CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Perguntar é uma funcionalidade apenas para usuários registrados.
Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

Entrar


CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Diferencial Competitivo para micro e pequenas empresas

Diferencial Competitivo para micro e pequenas empresas

RSE_Capa

Já estamos prestes a entrar no mês de outubro. A proximidade do Natal e os preparativos para o incremento da receita que tradicionalmente provém do período, não pode ofuscar o planejamento empresarial para os próximos anos.

Façamos um recorte apenas em 2014, quando as empresas brasileiras serão beneficiadas com oportunidades provocadas pela movimentação da Copa do Mundo que aqui se realizará.

É certo que os negócios turísticos serão os mais impactados. Na verdade, as empresas que permeiam esse setor já estão sendo beneficiadas, face ao crescimento contínuo da atividade no País.

O Ministério do Turismo define o mercado brasileiro como quentíssimo. Os 190 milhões de desembarques ao longo de 2012, assim como o recorde histórico do número de turistas estrangeiros no País no primeiro semestre de 2013, podem dar uma ideia do grau desse aquecimento. Sendo que, para 2014, a previsão é de que gastos dos turistas brasileiros e estrangeiros no País ultrapassem a 26 bilhões de reais.

Todo empresário minimamente atento sabe que este cenário promissor vai muito além do trade turístico, haja vista a potencialidade de negócios transversais que podem ser concretizados em função da Copa.

Um dos desafios que temos enfrentado é tornar esse megaevento esportivo uma fonte de legado para o País. Por que a Copa é muito mais que 2014. A Copa é uma ocasião que pode impulsionar o fluxo de turismo de forma sustentável e também pode promover relações comerciais duradouras entre muitos negócios brasileiros.

Mas a sustentabilidade dessas relações comerciais está direta e totalmente vinculada ao grau de incorporação de práticas de responsabilidade social por parte das empresas envolvidas.

Por que é importante incorporar?

Quem responde à pergunta é Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social – uma Oscip, cuja missão é mobilizar, sensibilizar e ajudar as empresas a gerir seus negócios de forma socialmente responsável, tornando-as parceiras na construção de uma sociedade justa e sustentável.

“Porque ser mais responsável socialmente é fator de competitividade”.

Hoje, as empresas devem investir no permanente aperfeiçoamento de suas relações com todos os públicos dos quais dependem e com os quais se relacionam: clientes, fornecedores, empregados, parceiros e colaboradores. Isso inclui também a comunidade na qual atuam, o governo e a sociedade em geral.

Fabricar produtos ou prestar serviços que não degradem o meio ambiente, promover a inclusão social e participar do desenvolvimento da comunidade de que fazem parte, entre outras iniciativas, são diferenciais cada vez mais importantes para as empresas na conquista de novos consumidores ou clientes.

O movimento da Responsabilidade Social Empresarial (RSE) vem crescendo muito no Brasil. Já é significativo o número de grandes e médias empresas que selecionam fornecedores (micro e pequenos) utilizando critérios da RSE nos negócios. Também, no acesso aos créditos e financiamentos, é crescente a incorporação de critérios de gestão responsável. A imprensa está cada vez mais fiscalizadora e os consumidores, por sua vez, mais exigentes.

O negócio, baseado em princípios socialmente responsáveis, não só cumpre suas obrigações legais como vai além: tem por premissa relações éticas e transparentes. Assim ganha condições de manter o melhor relacionamento com parceiros e fornecedores, clientes e funcionários, governo e sociedade. Ou seja: quem aposta em responsabilidade e diálogo vem conquistando mais clientes e o respeito da sociedade.

É verdade que muitas das micro e pequenas empresas já contribuem para a melhoria das comunidades nas quais estão presentes. Mas esta deve ser uma postura sistemática, para enraizar valores como a solidariedade em nosso meio social. E, nesse aspecto, o poder dos pequenos negócios é inigualável. Eles reúnem cerca de 52% dos trabalhadores formais do país – o que representa 40% da massa  salarial – e são importantes agentes econômicos em aproximadamente 80% dos municípios brasileiros.

Avalie como aplica RSE em seu negócio

O tema da responsabilidade social empresarial (RSE) está cada vez mais presente na agenda das organizações empresariais em todo o mundo. A complexidade atual da economia faz com que as empresas se reorganizem e revejam seus conceitos e práticas para poderem enfrentar com ética e transparência os desafios de um mercado cada vez mais competitivo e, ao mesmo tempo, atender às crescentes demandas da sociedade. Nesse contexto, as empresas, independentemente de seus portes, devem investir na qualidade do relacionamento cotidiano que estabelecem com seus diversos públicos e participar de um esforço conjunto em direção ao desenvolvimento social e ambiental, aliado ao econômico.

A pauta não é nova. Desde 2003, o Sebrae e o Instituto Ethos desenvolvem ações para incentivar e contribuir para que a RSE seja incorporada no universo das micro e pequenas empresas. A publicação dos Indicadores Ethos-Sebrae de RSE para Micro e Pequenas Empresas é resultado da parceria, cujo conteúdo pode ser acessado por meio do link abaixo.

Trata-se de uma ferramenta de auto-avaliação e aprendizado da gestão empresarial no que se refere à incorporação de práticas de responsabilidade social. Estruturado em forma de questionário, gratuito, sua aplicação consiste em um processo de levantamento e preenchimento de dados que são enviados, via sistema, para o Instituto Ethos. As informações cadastrais da empresa, suas respostas ao questionário e seu relatório de diagnóstico são tratados com a máxima confidencialidade. Acesso o documento em:

 

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Sebrae

Esse é o perfil institucional do Sebrae nessa comunidade. Quer saber mais sobre o Sebrae - Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas? Acesse: http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/canais_adicionais/o_que_fazemos

Me siga