CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Perguntar é uma funcionalidade apenas para usuários registrados.
Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

Entrar


CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Dicas para reduzir gastos de energia na sua empresa

Na tarde de hoje, 11, o presidente do Sebrae Nacional, Luiz Barretto, deu entrevista para a rádio CBN, para falar sobre redução de custos em pequenas empresas e inovação. O presidente destacou, na entrevista, a importância da inovação nas micro e pequenas empresas. “As pessoas acham que isso é só para as grandes empresas, mas o tema também precisa entrar na agenda dos pequenos negócios”, afirmou Barretto.  Reduzir custos, porém, envolve inovação. Por isso, o Sebrae oferece o Sebraetec, um programa que ajuda o empresário a trazer inovação para o seu negócio.

Para trazer mudanças para a empresa é necessário fazer investimentos. Luiz Barretto destacou que, mesmo no momento de crise pelo qual o país está passando, é preciso pensar no futuro e fazer investimento. “É fundamental que ele (o empreendedor) comece a fazer isso agora, melhorar a gestão, fazer a economia de energia e de água para enfrentar este ano de ajuste”, explicou. O presidente reforça ainda que é preciso pensar no assunto logo: “Isso não é só o futuro, é também o presente”.

A redução de custos de energia é uma alternativa que tem sido muito procurada pelas empresas, porque além de economizar dinheiro, é uma alternativa sustentável. Confira algumas dicas do portal Terra:

1) Adapte seus horários de funcionamento ao horário de pico 
O horário de pico está compreendido no período das 17h às 22h. Nesse espaço de tempo, atinge-se o auge do gasto energético no País, porque é nesse horário as pessoas vão para casa e realizam atividades que consomem alta quantidade de energia, como tomar banho e usar seus aparelhos eletrônicos – isso sem falar das fábricas que funcionam 24 horas por dia.

2) Aproveite a luz solar 
Abrir janelas, quebrar paredes e reaproximar os locais de trabalho da luz natural são atitudes que fazem com que se torne cada vez menos necessário usar a iluminação artificial.

3) Invista na circulação do ar 
Uma circulação de ar mais eficiente pode fazer com que se necessite gastar menos com refrigeração. Além disso, cômodos pequenos dificultam a circulação do ar. Nesses casos, uma alternativa é quebrar algumas paredes e unificar espaços no escritório.

4) Invista no isolamento térmico 
Outra forma de manter a temperatura de um recinto menos vulnerável ao calor que vem de fora é trabalhar seu isolamento térmico. Janelas duplas, que possuam uma camada de ar entre os dois vidros, diminuem a troca de calor com o ambiente externo, por exemplo.

5) Evite cores escuras 
Cores escuras resultam na necessidade de mais iluminação e de mais refrigeração. Esses tons absorvem a luz, o que significa que não a refletem tanto quanto tons claros. A energia capturada tende a deixar os ambientes mais quentes. Portanto, para se poupar energia, cores claras são uma boa escolha.

6) Proteja seu ar-condicionado do sol 
É comum encontrar a parte externa dos aparelhos de ar condicionado exposta ao sol, esquentando.

7) Troque os equipamentos de seu negócio 
Uma forma bem conhecida de diminuir os gastos com energia elétrica – mas nem sempre aplicada – passa por mudar o tipo de lâmpadas utilizadas no empreendimento. As tradicionais incandescentes são as que mais consomem energia e podem ser trocadas pelas fluorescentes e pelas de LED, relativamente novas. Enquanto uma LED dura cerca de 50 mil horas, as incandescentes e fluorescentes duram 1,2 mil e 8 mil, respectivamente. Além disso, a primeira consome de 6 a 8 watts, enquanto as outras chegam a 60 e 15, respectivamente.

8) Instale sensores de presença 
Em ambientes em que as pessoas ficam por um pequeno período de tempo, como halls e banheiros, uma alternativa para que as luzes não fiquem ligadas o tempo todo é a instalação de sensores de presença. Isso permite que os equipamentos sejam ativados somente nos momentos em que há alguém utilizando o espaço.

9) Invista na manutenção de seus equipamentos 
Segundo o especialista, equipamentos sem manutenção tendem a ser menos eficientes. Investir em inspeções regulares e reparos é fundamental para evitar gastos desnecessários.

10) Investigue os gastos com estoque 
Com um acompanhamento de perto de seus produtos, um varejista ou distribuidor está em posição de saber exatamente em que dia existe uma venda maior de certo item que ele conserva refrigerado.

11) Reaproveite a energia gerada 
O calor que se espalha para o lado de fora de uma cozinha de pizzaria é uma perda. Serpentinas com água corrente poderiam criar um depósito de água quente para ser utilizada na lavagem da gordura dos pratos.Pintar um ambiente de cores claras é outro exemplo. Esse tipo de tom reflete a luz que incide sobre ele e a potencializa, o que nada mais é que uma forma de reaproveitá-la.

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Sebrae MercadosSebrae