CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Dicas para franquias brasileiras se internacionalizarem

Internacionalização Franquias_Capa

Até o final deste ano, a ABF (Associação Brasileira de Franchising) estima que 130 empresas brasileiras terão franquias instaladas em países do exterior. Em 2010, eram 65 redes internacionalizadas e essa evolução rápida representa melhora significativa na qualidade, com oferta de produtos e serviços que podem competir com qualquer outro país – conforme citado por Ricardo Camargo, Diretor Executivo da ABF, no Guia Oficial Franquias 2013.

O destino mais procurado pelas franquias brasileiras é Portugal, que hoje conta com 38 marcas. Em seguida, os Estados Unidos, com 36. Em terceiro lugar, o Paraguai, com 30.

Embora a internacionalização não seja prioridade para a maioria das empresas brasileiras devido à pujança do mercado doméstico, o encarecimento dos pontos comerciais nas principais cidades, a saturação de alguns mercados e a concorrência nos grandes centros urbanos estimularam diversos proprietários a buscarem alternativas no exterior.

A ABF revela que despertam muito interesse em mercados internacionais os setores nos quais o conceito de brasilidade é mais evidenciado (como moda, beleza e saúde), mas destaca que a rede de restaurantes Giraffas projeta a inauguração de mais 29 lojas nos Estados Unidos até 2016, além das 5 que hoje estão em funcionamento.

A expectativa é que ocorra mais crescimento na expansão das marcas nacionais, em decorrência da maior visibilidade para os produtos brasileiros com os megaeventos esportivos (Copa do Mundo FIFA 2014 e Olimpíadas 2016).

O franqueador precisa estar atento! Há vezes em que as oportunidades batem às suas portas inesperadamente. Assim aconteceu, por exemplo, com o proprietário da rede de sorvetes Yogoberry que não tinha intenção de internacionalizar, mas recebeu a proposta de um investidor de um grupo iraniano querendo levar a rede para o Golfo Pérsico.  A primeira unidade em Teerã, capital iraniana, já foi inaugurada.

De modo geral, a Associação recomenda a empresários que planejam lançar uma rede de franquias fora do Brasil:

 

  • Primeiro fazer o registro da marca e do domínio na internet do país de interesse para evitar problemas futuros;

 

  • Obter um conhecimento profundo do mercado de interesse, abarcando, além das questões mercadológicas, a legislação do país, a regulamentação do setor;

 

  • Participar das feiras internacionais, missões e outros eventos no exterior como forma de conhecer melhor o mercado, entender se o posicionamento de seus produtos está adequado para aquele país, entender como atua a concorrência e quais são as tendências.

 

Projetos que apoiam franqueadores

  • O SEBRAE selou, no final de 2012, um convênio com a ABF, por meio do qual fortalecerá o projeto Fanqueador intensificando sua atuação em quatro direções: difusão de informação, orientação, capacitação e consultoria.

 

  • O projeto Brasil Franchising é uma parceria entre a ABF e a APEX-Brasil. A APEX (Agência Brasileira da Promoção de Exportações e Investimentos) possui escritórios em quase todos os países para apoiar e promover a internacionalização das empresas brasileiras.

 

Canais de informação

Acompanhe os canais eletrônicos do Sebrae para obter informações:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Sebrae

Esse é o perfil institucional do Sebrae nessa comunidade. Quer saber mais sobre o Sebrae - Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas? Acesse: http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/canais_adicionais/o_que_fazemos

Me siga