Cadastrar

Entrar

Esqueceu a senha?

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por e-mail.

Desculpe!, Você precisa se logar para perguntar.

Você precisa se logar para postar no Blog

Dicas para administrar empresas pequenas

Dicas para administrar empresas pequenas

Se você procura por dicas para administrar empresas pequenas, veio ao lugar certo. Neste artigo, compartilharemos alguns conteúdos de valor para quem acabou de abrir um novo negócio e ainda não sabe como gerenciá-lo do jeito certo. Afinal de contas, a taxa de falência de empresas é gigantesca no Brasil, com 6 em cada 10 negócios fechando as portas em 5 anos de atuação.

Considerando que 99% de todas as empresas no Brasil são de pequeno ou micro porte, é vital que todo empreendedor saiba como administrar empresas pequenas. Afinal, é muito mais provável que o seu negócio seja desse porte, assim como os seus concorrentes (assim você sabe o que eles sofrem) e seus fornecedores. Sem isso, fica muito mais complicado superar a barreira de 5 anos para empresas.

E aí, quer ver algumas dicas para administrar empresas pequenas do jeito certo? Então siga a leitura do artigo abaixo com atenção!

5 dicas para administrar empresas pequenas

1. Sempre faça cursos e se aprimore

Administrar bem uma empresa é uma questão de capacidade — e a capacidade vem majoritariamente do seu conhecimento. Por isso, é vital focar em fazer cursos e formações para se aprimorar e ter mais ferramentas para conseguir lidar com as demandas da sua gestão.

Uma boa ideia é começar com um curso administrativo gratuito para dominar o básico sobre administração e já começar a corrigir erros bobos, de iniciante, que possam afetar a sua empresa.

A partir disso, você passa a se aprimorar aos poucos, dominando novos assuntos conforme a necessidade surja. Por exemplo, é vital aprender sobre contabilidade, economia, marketing e outras áreas do tipo. Isso permite que você possa supervisionar melhor essas áreas da sua empresa, mesmo que você contrate prestadores de serviço para fazer o trabalho por você. 

No entanto, não pense que eventualmente você poderá “parar de estudar”. O aprimoramento é constante. Mesmo que você já seja muito bom em alguma coisa, existem sempre novidades e aperfeiçoamentos a fazer.

2. Formalize a sua empresa

Você sabia que grande parte das “empresas” que você vê por aí são, na verdade, profissionais liberais autônomos trabalhando de forma informal? Pois é! Isso vale tanto para serviços vendidos ao consumidor final, quanto para aqueles contratados por empresas.

Se for o seu caso, entenda que é vital formalizar a sua empresa para ter muito mais ferramentas de gestão a seu favor, como conta empresarial no banco, mais linhas de empréstimo, possibilidade de fazer contratações, proteção contra processos e possibilidade de vencer licitações e vender para o Governo.

Se a sua empresa for pequena, saiba que a formalização pelo MEI ou Simples Nacional é muito fácil e a sua demanda é relativamente pequena. Não há muito o que fazer e você estará em dia com as suas obrigações em pouco tempo.

3. Controle suas finanças com atenção

E por falar em “obrigações em dia”, é vital que a sua empresa esteja sempre com as finanças controladas com bastante atenção. Afinal de contas, uma empresa pequena está sempre fragilizada e com a possibilidade de acabar falindo por causa de um ou dois meses de azar.

O primeiro ponto a manter com a sua empresa é uma reserva de emergência que ajude a manter o negócio de pé em momentos mais difíceis. Veja a pandemia do novo coronavírus como exemplo: 700 mil negócios tiveram de fechar as portas nos primeiros dias da crise por não terem condições de se manterem abertos nem mesmo alguns poucos meses.

Além de ter uma reserva de emergência à disposição, é vital que a sua pequena empresa tenha condições de fazer pequenos investimentos quando necessário, seja para crescer, seja para aproveitar certas oportunidades.

4. Invista em Marketing Digital

Uma pequena empresa precisa de um bom fluxo de receita. E isso só vem com uma ação de Marketing que traga clientes constantes para o seu negócio. No entanto, o investimento deve ser feito em Marketing Digital, que é mais barato e traz mais resultados para uma pequena empresa, especialmente por poder competir de frente com negócios muito maiores.

5. Forme boas relações com fornecedores

Por fim, não esqueça de formar boas relações com os seus fornecedores. Afinal, eles são vitais para o seu negócio! Se você tiver alguma dificuldade e não conseguir pagar neste mês, por exemplo, uma boa relação ajuda a manter o negócio de pé e a conseguir os itens ou materiais que você precisa, mesmo que você pague um pouco depois.

Agora que você viu essas dicas para administrar empresas pequenas, é hora de colocar essas dicas em prática para conseguir uma melhor gestão do seu negócio. Lembre-se de que empresas pequenas estão mais suscetíveis a mudanças no mercado e crises. Por isso, o ideal é tratá-las com mais cuidado e ter uma gestão mais controlada, baseada em dados e com melhores condições.

Gostou do conteúdo? Então comente abaixo com a sua opinião sobre o assunto!

 

lucaswp

lucaswp

Sabe das coisas
Formado em Investigação Forense e Perícia Criminal, e acadêmico de Direito. Estou sempre buscando informações sobre compliance e negócios. Meu objetivo é dirimir as dúvidas de empreendedores e encaminha-los para o melhor caminho dos negócios.

You must login to add a comment.

Posts relacionados