CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Desenvolva o marketing cultural de sua empresa sem gastar um centavo

Apoiar artistas e iniciativas culturais fortalece a imagem da empresa

É isso mesmo, sua empresa pode apoiar um artista ou um grupo cultural formalizado sem gastar um centavo! O valor doado ou patrocinado pode ser restituído por desconto de impostos até a sua totalidade. É o que a Lei 8.313/91 garante:

“…Art. 18. Com o objetivo de incentivar as atividades culturais, a União facultará às pessoas físicas ou jurídicas… § 1o Os contribuintes poderão deduzir do imposto de renda devido as quantias efetivamente despendidas nos projetos…”.

Para ter o valor do apoio cultural restituído pelo Governo, é necessário que o projeto cultural seja aprovado pelo Ministério da Cultura e deve pertencer a um dos destes seguimentos: artes cênicas, livros, música, exposições artísticas, bibliotecas públicas, museus, cinematecas, preservação de patrimônio cultural, produção de cinema de curta e média metragem, construção e manutenção de salas de cinema e teatro.

O que minha empresa ganha fazendo marketing cultural?

Além das leis de incentivo já serem financeiramente um bom negócio, essas ações de marketing solidificavam a imagem institucional da empresa e dão visibilidade para a sua marca. O investimento em cultura pode ser visto como uma oportunidade para sua empresa participar do processo de incremento e manutenção dos valores culturais da sociedade.

É uma oportunidade para a empresa construir uma imagem forte e bem posicionada para o consumidor, garantindo a curto, médio e longo prazo sua perpetuação. Por que comprar este ou aquele produto? A resposta para essa pergunta vem da competitividade do produto, mas também é fruto do trabalho de marketing dessa empresa.

Como faço, na prática, para dar visibilidade à minha marca e relacioná-la ao projeto cultural?

Depende bastante de sua criatividade para fazer o marketing cultural e atingir o público-alvo. Ao patrocinar um show, a empresa pode associar a marca àquele tipo de música e público e também:

– Oferecer amostras de produto (promoção);

– Distribuir ingressos para os seus funcionários (endomarketing);

– Eleger um dia exclusivo para convidados especiais (marketing de relacionamento);

– Enviar mala-direta aos consumidores/clientes informando que o show está acontecendo e é patrocinado pela empresa (marketing direto);

– Mostrar o artista consumindo o produto durante o show (merchandising);

– Levantar informações gerais sobre o consumidor por meio de pesquisas feitas no local (database marketing);

– Fazer uma publicação sobre o evento (marketing editorial);

– Realizar uma campanha específica destacando a importância do apoio (publicidade).

Muitas outras ações paralelas podem ser feitas. O mais importante é que essas ações de marketing cultural ampliam o raio de alcance do negócio. Além disso, com o apoio cultural não é sua empresa apenas que “ganha”, toda a sociedade se beneficia. Apoiar a cultura significa: gerar emprego e renda; proporcionar a inclusão social; profissionalizar artistas em seus talentos; valorizar grupos e entidades culturais. O resultado disso é a garantia de entretenimento, lazer e cidadania para toda a comunidade.

Saiba mais

http://www.cultura.gov.br/site/categoria/apoio-a-projetos/

http://www.marketingcultural.com.br

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L8313compilada.htm

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Lucio PiresSebrae

Analista Técnico do Sebrae Nacional. Trabalho com negócios digitais com formação em Negócios Exponenciais pela Singularity University – Califórnia, EUA. Especialista em Gestão de Pequenos Negócios (FIA/USP). Advogado especialista em Direito Empresarial (Estacio). Matemático com especialização em Finanças (UFBA).

Me siga