CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Desemprego é a causa da inadimplência, revela pesquisa da Boa Vista SCPC

Desemprego é a causa da inadimplência, revela pesquisa da Boa Vista SCPC

cortando_gastos

O desemprego ainda é a principal causa da inadimplência para 36% dos consumidores entrevistados pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). O descontrole financeiro é a segunda causa mais comum para a inadimplência, com 28% das menções. Em terceiro lugar, empréstimo do nome a terceiros (12%).

A pesquisa Perfil do Inadimplente do 4º trimestre de 2014 ouviu cerca de 1.000 consumidores que possuem alguma dívida vencida e não paga registrada no banco de dados da Boa Vista SCPC, que buscaram orientação no balcão de atendimento ao consumidor. O levantamento é aplicado trimestralmente com consumidores inadimplentes. Os resultados devem ser lidos considerando-se 95% de grau de confiança e margem de erro de 3%.

Setores mais afetados

O levantamento revelou que 95% dos inadimplentes entrevistados possuem dívidas com atraso superior a 90 dias. A aquisição de vestuário e calçados gerou a inadimplência para 17% dos entrevistados.

A compra de móveis, eletrodomésticos e eletrônicos e contas diversas (condomínio, aluguel e conta de celular) são os principais geradores de inadimplência. Cada item obteve o mesmo percentual: 19% dos entrevistados.

Em seguida, aparece a aquisição de alimentação (15%); despesas com água, luz, telefone, TV a cabo e gás (14%); empréstimo pessoal (8%); material de construção (4%); e financiamento de veículos e casa própria (4%).

Somando os percentuais dos itens contas diversas, alimentação, água, luz, telefone e TV a cabo, percebemos que 48% dos entrevistados estão endividados com despesas básicas.

1_inadimplencia

Forma de pagamento

A forma de pagamento utilizada na compra que gerou a inadimplência foi o carnê ou boleto para 33% dos entrevistados, seguida de cartão de crédito (25%), empréstimo pessoal (15%), cheque (15%), cheque especial (6%) e cartão da loja (6%).

Quanto ao valor das dívidas, 33% dos consumidores disseram que a soma das dívidas em atraso é de até R$ 500, enquanto 34% têm endividamento entre R$ 500,01 e R$ 2.000 e 33% devem acima de R$ 2.000.

Para quitar a pendência financeira, 58% optariam por parcelar e 42% fariam o pagamento à vista. Além disso, 87% pretendem quitar a dívida nos próximos 90 dias, e apenas 13% acima desse prazo.

2_inadimplencia

Endividamento do consumidor

Os consumidores declararam estar pouco endividados (42%), muito endividados (25%) e mais ou menos endividados (33%).

A renda familiar dos consumidores está comprometida até 25% com o pagamento de dívidas para 47% dos entrevistados; de 25% a 50% para 30% dos consumidores; e acima de 50% de comprometimento para 23% dos pesquisados.

Questionados sobre o comprometimento com dívidas nos próximos meses, 31% dos consumidores estão comprometidos, um aumento de 8 pontos percentuais em relação a pesquisa anterior (3º trimestre de 2014).

3_inadimplencia

Intenção de compra

A pesquisa da Boa Vista SCPC revela aumento na intenção dos consumidores em realizarem novas compras, após quitarem as dívidas: 32% pretendem realizar novas compras – aumento de 5 pontos percentuais em comparação com a pesquisa anterior –; 67% não pretendem realizar novas compras; e 1% não soube informar.

Após reabilitar o nome, os consumidores pretendem comprar em seguida um veículo (32%), um imóvel (25%), móveis, eletrodomésticos e eletroeletrônicos (24%), materiais de construção (6%), vestuário (4%) e outros (9%).

 

Fonte: Boa Vista Serviços

Edição: Fernanda Peregrino, FC Consultoria.

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Sebrae

Esse é o perfil institucional do Sebrae nessa comunidade. Quer saber mais sobre o Sebrae - Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas? Acesse: http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/canais_adicionais/o_que_fazemos

Me siga