CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Crédito aos pequenos negócios continua em alta

Credito

A edição de março do Boletim de Serviços Financeiros traz uma boa notícia para os pequenos negócios: após um ano de constantes preocupações para o governo e para o setor produtivo, o mercado de crédito às micro e pequenas empresas continua em expansão.

A publicação chama a atenção para o fato de que, em 2013, o volume total de crédito colocado à disposição pelo Sistema Financeiro Nacional expandiu-se em aproximadamente R$ 347 bilhões, ou 14,5%, atingindo um montante de R$ 2,7 trilhões. Esse impulso deveu-se, sobretudo, à ampliação dos recursos direcionados a finalidades específicas, que passaram a compor 44,5% do mercado, enquanto os recursos livres tiveram participação reduzida de 59,1% para 55,5% no período, mesmo tendo se expandido, em termos absolutos, 7,8% no ano passado.

“No segmento de pessoas jurídicas, o crédito para os pequenos negócios cresceu 8,6%, atingindo R$ 325,9 milhões nos doze meses que antecederam a dezembro de 2013. Verificou-se um redirecionamento de parte dos financiamentos concedidos às microempresas em 2012 para os pequenos negócios no ano passado, verificando-se uma redução da ordem de 3,5% no volume de empréstimos às empresas com faturamento de até R$ 360 mil no período”, afirma o texto.

Como cada banco se comportou
O Banco do Brasil, líder na concessão de recursos para os pequenos negócios entre as instituições públicas, ampliou em 12,3% o valor total de financiamentos no ano passado, após experimentar um aumento de 30,3% em 2012, tendo oferecido um total de R$ 99,8 bilhões no ano passado.

Já o Bradesco anunciou um incremento de 11,5% no volume de empréstimos concedidos a micro, pequenas e médias empresas em 2013, enquanto a sua carteira de crédito expandida evoluiu positivamente em 10,8%, indicando um aumento da participação das MPMEs de 29,9% para 30,1% nos últimos dois exercícios.

Entre as instituições financeiras que tiveram redução na atividade de concessão de empréstimos aos pequenos e médios negócios está o Itaú, cuja carteira de crédito para o segmento contraiu-se em 3,9% para atingir R$ 85,4 bilhões em 2013. O banco já havia reduzido esse montante em 1,6% em 2012.

O mesmo caminho foi trilhado pelo banco Santander, no ano passado. Após expandir o volume de negócios no segmento em 14,5% em 2012, a instituição reduziu para R$ 33,7 bilhões o montante de financiamentos a empresas de pequeno e médio porte, uma retração de 7,9% no exercício encerrado.

Para saber mais, leia a íntegra do boletim.

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Sebrae MercadosSebrae