CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Copa do Mundo incentiva produção de cafés especiais

Copa do Mundo incentiva produção de cafés especiais

Cafe

Foto: AF2 Comunicação

O café é uma bebida tipicamente brasileira que já conquistou paladares no mundo todo e que deverá ser consumido em larga escala durante a Copa do Mundo da FIFA de 2014 por turistas nacionais e estrangeiros. Além do crescimento no consumo, aumentou também o grau de exigência dos apreciadores da bebida. E, de olho nesse mercado em expansão, os cafeicultores investem cada vez mais na produção de cafés de qualidade e certificados.

O Brasil é o primeiro colocado no ranking da produção mundial de café, com cerca de 50 milhões de sacas geradas em 2012. De acordo com informações da Comissão do Meio Ambiente da Confederação Nacional de Agricultura (CNA), o país também é líder na produção de grãos com certificações internacionais. A previsão da CNA é de que até 2015 o Brasil seja responsável pela produção de 25% dos cafés certificados, contra 8% em 2013.

Uma região do estado já se destaca como produtor de cafés especiais. Em 2012, a Associação dos Cafés Especiais do Norte Pioneiro do Paraná (ACENPP) conquistou a Indicação Geográfica de Procedência (IGP). Além de status, o selo garante a origem, os processos de produção e algumas características sensoriais dos cafés de uma determinada região, conferindo-lhes destaque no mercado brasileiro e internacional.

E, para promover os cafés da região, o Sebrae no Paraná e a ACENPP realizam anualmente a Feira Internacional de Cafés Especiais do Norte Pioneiro do Paraná (Ficafé). O evento está na sexta edição e será realizado nos dias 2, 3 e 4 de outubro, em Jacarezinho. Para Odemir Capello, do Sebrae no estado, as degustações promovidas durante o evento são uma espécie de vitrine para apresentar ao público o produto que será comercializado nas rodadas de negócios. “O evento é uma ferramenta de marketing para evidenciar a qualidade e os atributos únicos dos grãos da região, como uma forma de valorizar o produto”, ressalta Capello.

Além dos compradores do mercado internacional, participam das rodadas de negócios proprietários de cafeterias, inclusive de Curitiba, uma das cidades brasileiras que vai sediar a Copa no próximo ano. A capital do Paraná possui uma lista de lojas sofisticadas, que são grandes consumidoras dos cafés do Norte Pioneiro. “A Ficafé é o momento ideal para os empreendedores estabelecerem contato com os produtores e reservar uma safra de grãos especiais para atender a demanda gerada pelo evento esportivo”, relata Capello.

De acordo com Eduardo Affonso Scorsin, instrutor do curso profissionalizante do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) e barista certificado da Speciality Coffee Association of Europe (SCAE), além da Copa do Mundo, o mercado brasileiro deve se preparar para outros eventos esportivos que irão acontecer no país e a fim de atender os visitantes estrangeiros nos próximos anos, uma vez que o turismo brasileiro está em alta.

Para saber mais, leia a íntegra do texto publicado na Agência Sebrae de Notícias.

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Sebrae MercadosSebrae