Cadastrar

Entrar

Esqueceu a senha?

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por e-mail.

Desculpe!, Você precisa se logar para perguntar.

Você precisa se logar para postar no Blog

Conheça os direitos do trabalhador CLT

Conheça os direitos do trabalhador CLT

Todos os trabalhadores brasileiros regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) têm acesso a certos direitos, garantidos por lei, e que devem ser cumpridos pelos empregadores. Conhecer esses direitos e deveres que as empresas devem realizar é fundamental para garantir uma relação saudável entre as duas partes.

Os direitos trabalhistas são garantias e proteções asseguradas ao trabalhador em uma relação de emprego, como salário, férias e 13º salário. São regulamentações que visam tornar o ambiente de trabalho mais seguro e vantajoso para os profissionais do mercado. Empresas desejam ter um bom relacionamento com os seus colaboradores; portanto, para isso, algumas delas investem na melhoria da qualidade de vida do colaborador.

Quando falamos de direitos trabalhistas, isso quer dizer que a empresa tem uma série de deveres que precisam ser cumpridos para que não tenha problemas, como multas e processos judiciais. Para tanto, a CLT regulamenta os direitos e deveres das empresas e dos empregados. Em 2017, com a Reforma Trabalhista, algumas coisas mudaram. Sendo assim, é necessário que as empresas fiquem atentas a essas novas regras.

Mas, afinal, quais são os direitos trabalhistas garantidos por lei? Desde benefícios como vale-refeição, vale-transporte e férias remuneradas, diversos deveres são obrigatórios para os empregadores. A seguir, entenda quais são os principais direitos previstos.

Hora extra

De acordo com a CLT, nenhum colaborador pode ser obrigado a trabalhar fora dos períodos determinados em seu contrato, e, se esse arranjo for absolutamente necessário, o pagamento das horas trabalhadas deverá ser feito com um adicional de, ao menos, 50% do valor usual. Se essa atividade for realizada durante a noite, feriados ou finais de semana, os devidos adicionais também devem ser contabilizados.

13º salário

O 13º salário pode ser pago em até duas parcelas, e o valor deve ser proporcional ao período trabalhado naquele ano.

Jornada de trabalho

Falando em jornada de trabalho, também é importante lembrarmos que, de acordo com a lei, um colaborador não pode ultrapassar oito horas diárias, ou as 44 horas semanais.

FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço)

A empresa deve depositar, mensalmente, o equivalente a 8% do salário bruto do profissional, com o objetivo de criar uma reserva para momentos importantes, como a compra de uma casa própria, por exemplo.

Férias

A cada 12 meses trabalhados, os colaboradores têm direito a 30 dias de descanso remunerado. O valor a ser pago é o do salário integral, mais um acréscimo de um terço.

Seguro-desemprego

O benefício do seguro-desemprego é um dos direitos trabalhistas oferecidos aos colaboradores que são demitidos sem justa causa ou em casos de rescisão indireta, que ocorre quando a demissão é acarretada por alguma ação do empregador.

O seguro-desemprego é visto como um auxílio financeiro temporário para que esse trabalhador consiga manter seu padrão de vida enquanto procura uma nova ocupação. Esse benefício é citado na Lei nº 7.998/90.

You must login to add a comment.

Posts relacionados