CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Perguntar é uma funcionalidade apenas para usuários registrados.
Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

Entrar


CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

CONEXÕES E COLABORAÇÃO DO EMPREENDEDORISMO SOCIAL FRENTE ÀS TENDÊNCIAS DE CONSUMO DOS ALIMENTOS

CONEXÕES E COLABORAÇÃO DO EMPREENDEDORISMO SOCIAL FRENTE ÀS TENDÊNCIAS DE CONSUMO DOS ALIMENTOS

Na segunda edição do OFIS 2020 – Open Food Innovation Summit em outubro passado, evento que teve como narrativa a pauta do “futuro do alimento”, questões acerca da força do empreendedorismo baseado em inovação e tecnologia azeitaram as mais de 36 horas de evento. O local, a diversidade do delivery, o food care, o food 3D, o zero desperdício e o diálogo reestruturação sustentável da cadeia produtiva ampliaram os debates trazidos pelo evento.

No âmbito das conexões e colaboração, o empreendedorismo social tem se destacado como braço importante e de impacto positivo frente as tendências da cadeia de alimentos e bebidas. Diante dos desafios da promoção de um bem estar sustentável para as sociedades do futuro, das conexões de saúde pública, meio ambiente e negócios para além das questões da competitividade dos negócios temos o consumidor.

Mapear o comportamento desse sujeito passa a ser o foco da transformação que acelera as rupturas que serão necessárias para uma reconstrução da cadeia motivada por novos hábitos e propósitos. Nesse cenário desafiador e cheio de propósitos encontramos o empreendedor social David Hertz, que é pioneiro ao criar uma maneira de usar a gastronomia para transformar a vida de pessoas em vulnerabilidade socioeconômicas em oportunidades.

Hertz é um dos fundadores da Gastromotiva, organização social brasileira que oferece educação gratuita, de inclusão e oportunidades de emprego pela capacitação profissional com foco no não desperdício dos alimentos como meio de mudança nas comunidades carentes do Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba e na Cidade do México.

A Gastromotiva já formou mais de 5.500 alunos, e o Davi Hertz compartilhou orgulhoso essas e outras conquistas no OFIS2020 destacando a iniciativa global que articula as sociedades, empresas, governos e agências internacionais em torno do potencial transformador da comida, denominada O Movimento da Gastronomia Social. Esse movimento tem como pauta questões da fome, do desperdício, da falta de oportunidades e da má nutrição que são alguns dos desafios globais que demandam ações conjuntas, sobretudo na agenda 2030 (ODS- Objetivos do Desenvolvimento Sustentável) da ONU.

Davi destacou o projeto das “cozinhas solidárias” que envolve 50 alunos e ex-alunos dos cursos da Gastromotiva, que através das doações fornece insumos, apoio logístico, treinamento, orientação para a montagem de um cardápio que tem proporcionado uma renda mensal para os mesmos através da comercialização de cerca de 87.000 quentinhas/mês para moradores de rua e pessoas em situação de vulnerabilidade alimentar.

E que diante do cenário da pandemia a Gastromotiva precisou adaptar o “Refeittorio Gastromotiva” para um banco de alimentos, que vem ajudando a compor as refeições dos projetos da Gastromotiva e de mais 40 organizações e projetos da rede parceira deles aceitando doações de insumos no mesmo endereço.

Por fim em sua fala no OFIS2020, Hertz destacou a relevância dos seus projetos há mais de uma década de trabalhos realizados não só no Brasil, mas também no México, na África do Sul e em El Salvador. Selou sua palestra com o compromisso dos valores da positividade, colaboração, excelência, autenticidade e liderança pelo exemplo buscando cada vez mais promover a inclusão através da Gastronomia Social.

Karyna Muniz Ramalho Dantas – Sebrae-SP

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Karyna MunizNovo na comunidade