CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Como gerenciar a produção de pequenas empresas

Como gerenciar a produção de pequenas empresas

Uma boa gestão é essencial para qualquer empresa, seja ela grande, média ou pequena. Em uma pequena empresa, a gerência na produção terá grande influência na fidelização de clientes, no faturamento e na produção em si.

O responsável precisa, antes de tudo, conhecer seu trabalho. Saber por onde começar é muito importante e garante que a empresa consiga produzir e suprir a demanda do mercado e, até mesmo, construir um estoque do produto.

Gerenciar a produção de uma pequena empresa começa bem antes do produto ser feito. Todo o processo de gestão se inicia com a entrada do material, segue com a fabricação o produto e se encerra na estocagem ou envio direto do consumidor. Entenda em partes como gerenciar a produção de uma pequena empresa!

 

As etapas da gerência de produção

Gerenciar a produção de uma pequena empresa pode ser desafiador, pois, uma série de fatores influencia na forma que é feita essa gestão. Dependendo do produto no qual a empresa lida, o processo de produção é diferente e o gestor deve, primeiro, conhecê-lo.

Existem três etapas muito importantes na produção que devem ser de conhecimento de todo profissional:

  • -1º etapa: a chegada dos materiais;
  • -2º etapa: a fabricação do produto;
  • -3º etapa: estocagem e/ou entrega diretamente ao cliente.

É importante mencionar as diferenças que influenciam no processo de gestão como, por exemplo, o tipo de empresa. uma fábrica alimentícia é diferente de uma que trabalha com a fabricação de peças automotivas.

 

Diferentes formas de gerenciar a produção de pequenas empresas

Como foi mencionado anteriormente, a forma de gestão de produção muda dependendo do tipo de produto a empresa fabrica. Mas, além do produto, outras perguntas devem ser feitas para conseguir gerenciar a produção com maior tranquilidade. Pensando nas variações de produtos, suas características e como ele deve ser estocado, você, gerente, deve estar ciente da resposta para as seguintes perguntas:

  • -Que tipo de produto é feito pela empresa?
  • -Qual a maneira correta para estocar o produto?
  • -Quantos tipos do mesmo produto a fábrica produz?
  • -É um produto produzido em série e/ou sob medida?

 

Respondendo essas perguntas fica mais fácil gerenciar a produção em uma pequena empresa. Lembrando que mesmo que a empresa seja pequena, isso não facilita a gestão, pelo contrário, pode ser desafiador, considerando que o gestor deve garantir não apenas a produção, mas a qualidade e quantidade necessária para atender a demanda do mercado.

 

Alguns passos para gerenciar a produção em uma pequena empresa

Em uma pequena empresa, o gerente de produção pode ser o responsável por fazer o negócio crescer. Mas, sem começar com números altamente esperançosos, gerenciar a produção em uma pequena empresa se inicia pela definição das metas de produção.

 

1 – Definir metas de produção

Qual a demanda do mercado para aquele produto? Vende bem? Quanto produzir? Respondendo essas três primeiras perguntas de ajudarão a definir metas realistas a serem alcançadas. Antes de iniciar a gestão desde a produção, o profissional deve ter uma meta de vendas para esse produto.

Pequenas empresas não começam vendendo seus produtos para localidades tão afastada, então, a meta deve ser estabelecida segundo a localização dos prováveis clientes. A meta final das vendas pode ser aumentada conforme a demanda cresce.

Por exemplo, uma fábrica de roupas inicia suas atividades em uma cidade. Considerando isso, imaginamos que o público dessa empresa seja local. A meta final pode ser feita em cima dessa informação. O quanto a fábrica terá de fabricar para atender a demanda local?

 

2 – Material para a fabricação

Tendo em mente uma possível quantidade de vendas, o gestor deve usar isso para planejar a compra de todo o material para a produção das roupas, como no exemplo acima. O material deve ser o suficiente para a fabricação de peças mensais. Mas, deve-se ter em mente que as roupas têm diferentes tamanhos, detalhes, enfeites e modelos que utilizam uma quantidade diferente de material para serem fabricadas.

Uma questão importante para quem pretende gerenciar a produção é sobre produtos perecíveis e não perecíveis. No exemplo anterior, uma fábrica de roupas, são produtos não perecíveis, sem prazo de validade.

Mas, no caso de fabricação de alimentos, os materiais, ou ingrediente, devem ser adquiridos em parcelas semanais ou diárias. Para fazer a gestão de materiais de fabricação e manter o estoque abastecido e evitar falta ou acúmulo em excesso pode-se usar softwares de gestão empresarial para manter tudo organizado ou, se preferir, o Excel é uma ótima ferramenta para gerenciar a produção.

 

3 – O roteiro de produção (transformação/fabricação)

Com os materiais já disponíveis é hora de entrar na etapa da transformação, onde todos esses itens se tornarão o produto final. Para esta tarefa, é muito indicado criar um roteiro de produção que contenha as seguintes informações:

  • -Máquinas necessárias;
  • -Pessoas necessárias;
  • -Lista de materiais;
  • -Tempo necessário;
  • -Nome da tarefa;

Após fazer isso, deve-se ordenar cada estágio desde a entrada do material até o tempo em que cada processo leva até a finalização e embalagem do produto. Como no exemplo abaixo:

  • -Medição do tecido – 1,5 min;
  • -Corte do tecido (varia de acordo com o molde e tamanho da peça) – 5 min;
  • -Costura ( varia de acordo com o tamanho da peça ) – 10 min;
  • -Adição de adornos e detalhes – 10 min;
  • -Etiquetagem – 1 min;
  • -Embalagem – 30 seg.

Se houver mais processos antes ou depois também devem ser adicionados à lista. Lembrando que quantos mais pessoas estiverem realizando a mesma etapa da fabricação a quantidade de produtos finalizados é maior. Observando o processo é possível, com alguns cálculos simples, verificar se a pequena empresa poder ou não atender a demanda do mercado.

 

layout do chão da fábrica

Se você ainda não sabe, o termo “chão da fábrica” é o local onde os funcionários e máquinas de produção ficam. Organizar o layout do chão da fábrica é uma forma de otimizar a produção e manter o espaço organizado.

 

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Paolabarbosa92 _Novo na comunidade