Cadastrar

Entrar

Esqueceu a senha?

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por e-mail.

Desculpe!, Você precisa se logar para perguntar.

Você precisa se logar para postar no Blog

Como estudar administração para trabalhar com e-commerce?

Como estudar administração para trabalhar com e-commerce?

O e-commerce é a grande novidade do comércio, principalmente em tempos de restrições por causa da pandemia de Covid-19. O fato é que vai ganhar cada vez mais força e você que estuda Administração, precisa se preparar para isso!

 

Quem estuda administração certamente está acompanhando de perto o fenômeno do e-commerce. Esta modalidade de venda de produtos pela internet ganhou uma força colossal sobretudo em tempos de pandemia, onde por causa das restrições, inúmeros comércios tiveram que permanecer de portas fechadas. Porém, muita gente ainda teme comprar qualquer item pela internet, com medo de não receber a sua compra. Será que esse medo todo procede?

 

Evidente que existem casos onde a má fé ainda é um fator com que se deve tomar cuidado. Para começar, muitos anúncios online e promoções pra lá de razoáveis devem ser vistos com desconfiança. E quando pegam um internauta desavisado, há sim o risco de não receber o produto que comprou e levar um golpe. No entanto, não é o caso de grande parte dos e-commerces disponíveis na rede. Busquemos como exemplo, a Amazon. 

 

Muita gente ainda pergunta: a Amazon é confiável?

 

É sim! É um modelo de e-commerce no qual você encontra todos os itens possíveis, seja de eletrônica, moda, livros, lançamentos. Até assinatura de streaming a Amazon comercializa no seu site. São milhões de produtos disponibilizados a todos os usuários possíveis, sem contar que a empresa ainda concentra esforços, além do e-commerce, em computação em nuvem, streaming e inteligência artificial.

 

Por todas essas circunstâncias, a Amazon é confiável sim, e serve como modelo de negócios a todo tipo de comércio que almeja ampliar suas vendas e conquistar uma fatia maior do seu bolo perante a concorrência. Isto porque se comprar pela internet, antes da pandemia, já era algo fantástico em razão da vantagem dos preços baixos e da comodidade, imagine agora, que sair de casa pode ser perigoso.

 

As vantagens de estudar administração para trabalhar com e-commerce

 

É notável que o comércio online vai crescer muito nos próximos anos. Para começar, muitos comerciantes trocaram a loja física pela virtual, a fim de ter menos despesas com aluguel e estoque, podendo maximizar os lucros. Com isso, há necessidade de cada vez mais gestores preparados para lidar não apenas com a precificação de produtos ou com marketing de relacionamento e de negócios, mas também com a logística, a programação e todo serviço e suporte de TI que engloba esta nova ferramenta.  

 

Será necessário entender como essa “loja virtual” funciona, até para que seja possível estabelecer metas eficientes, um controle melhor de estoque, precificação de mercado e pleno funcionamento de toda estrutura, para fisgar, conquistar e fidelizar clientes na rede.

 

Não será fácil, mas as empresas que já começarem a investir nesse espaço virtual, certamente terão muito mais vantagens no futuro, visto que poderão já trabalhar o público alvo e implementar novos recursos e tecnologia de ponta.

 

Como por exemplo, contar com o auxílio de uma inteligência virtual, capaz de fazer o papel do vendedor que prospecta clientes na porta da loja, já os direcionando ao setor que lhes é pertinente, ou mesmo, apresentando-lhes melhor as propostas e promoções que o e-commerce oferece.

 

Cada vez mais, os recursos são empregados em meio à estrutura da loja virtual. O intuito é facilitar e aumentar as vendas, aprimorar os processos de pagamento e garantir que a experiência de consumo, além de gostosa, seja extremamente confiável, justamente para aqueles que temem comprar qualquer artigo pela internet.

 

O papel do estudante de administração no e-commerce 

 

Dentre muitas coisas a aprender e observar, o futuro gestor deverá atentar, por exemplo, para a média de tempo de permanência dos clientes no site e as taxas de rejeição, para entender quais as seções não estão recebendo atenção dos clientes e porque isso ocorre. Isto está ligado muitas vezes ao marketing do ecommerce e também às áreas de conteúdo e relacionamento.

 

Deverá prestar atenção também quanto aos itens mais procurados e termos mais pesquisados no site, a fim de entender qual é a preferência destes públicos. Acompanhar os horários de maior tráfego, maiores volumes de compra, e tentar classificar dentre os consumidores, aqueles que são mais frequentes, sazonais, esporádicos ou mesmo os “curiosos”, que são atraídos vez por outra por causa de uma promoção em específico.

 

Cada um destes perfis de público deverá ser trabalhado pela equipe de marketing, sob a visão e coordenação do gestor do E-commerce, para que possa verificar quais as estratégias de atração e retenção dos clientes, está ou não dando certo.

 

Portanto, o administrador de empresas que pretende encontrar um emprego para o resto da vida, deverá focar-se e se preparar o máximo que puder com relação ao e-commerce, a fim de garantir oportunidades de trabalho e quem sabe, manter-se aberto às possibilidades de ampliação e crescimento que surgirão dia a dia, no mundo pós pandemia.

 

Quem sabe, esse atual estudante de administração, futuro gestor, não estará no futuro criando, dirigindo e desenvolvendo uma nova “Amazon”, gigante e ainda mais abrangente, para competir com a atual? Vale a pena se aprimorar no assunto.   

 

lucaswp

lucaswp

Sabe das coisas
Formado em Investigação Forense e Perícia Criminal, e acadêmico de Direito. Estou sempre buscando informações sobre compliance e negócios. Meu objetivo é dirimir as dúvidas de empreendedores e encaminha-los para o melhor caminho dos negócios.

You must login to add a comment.

Posts relacionados