CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Como escolher um segmento dentro do setor industrial

Como escolher um segmento dentro do setor industrial

Como escolher um segmento dentro do setor industrial

Uma coisa podemos afirmar: O setor industrial apenas vai continuar em desenvolvimento. Afinal, a maior parte das coisas que usamos e consumimos foi fabricado por indústrias de diversos segmentos.

Desde comidas industrializadas, até nas roupas que utilizamos, os produtos passaram por uma série de indústrias. Por essa razão, o ramo industrial é um setor que dificilmente deixará de existir.

No entanto, como era de se esperar, por ser um mercado tão grande e complexo, ele também possui uma alta competitividade entre indústrias.

São inúmeras as empresas do setor industrial que fabricam e vendem matérias-primas para outras empresas, ou que fornecem produtos finais para consumidores.

E para montar um novo negócio no ramo industrial, é essencial que o empreendedor tenha planejamento e a estrutura necessária.

E pensando nisso, nós elaboramos esse post para te explicar como é possível achar um segmento dentro do setor industrial que seja rentável e atenda às suas expectativas. Quer saber quais são essas dicas? Então não deixe de ler esse post! Vamos lá?

1- Ache uma necessidade

Primeiro de tudo, precisamos enfatizar uma coisa: apenas é possível que você monte uma nova empresa se existir uma demanda suficiente no mercado.

Imagine que você preste serviços de aluguel de compressor, por exemplo, mas não existe nenhum cliente interessado no que sua empresa oferece por conta da sua região.

Isso significa que sua empresa pode entrar em processo de falência e fechar as portas em um curto período de tempo!

Caso contrário, você ache um segmento que possui muitas pessoas interessadas, significa que você tem a chance de se desenvolver e se destacar no mercado.

Por essa razão, é crucial no primeiro momento, você estudar quais são os segmentos que estão crescendo no mercado da sua região.

Muita das vezes, as pessoas que gostam e acreditam em um determinado produto ou serviços fazem investimentos grandes sem estudo algum, e podem sofrer sérios prejuízos no futuro.

2- Realize um estudo de segmentação de mercado

Após achar uma necessidade dentro do mercado, é hora de achar uma segmentação. Esse estudo se baseia em encontrar necessidades ainda mais específicas dentro do seu mercado de atuação.

Vamos supor que você achou uma necessidade dentro do setor de construção de edifícios, por exemplo.

Se você investir dentro desse setor, você pode segmentar sua empresa e fornecer serviços de instalação câmera de segurança, por exemplo.

Tudo vai depender de você achar as maiores necessidades dentro de um determinado mercado. A seguir, vamos ver abaixo quais são os tipos de segmentação que você pode fazer, por isso, não deixe de nos acompanhar! Confira abaixo:

3- Segmentação comportamental

A primeira segmentação é a comportamental. Por sua vez, ela é definida de acordo com o comportamento de um determinado público.

Muitas empresas focam nesse tipo de segmentação, como a Cacau Show, na época de páscoa, ou a Bauducco no natal. É nítido que essas empresas atuam com mais frequência apenas em certas épocas do ano, mas mesmo assim obtém resultados muito positivos.

4- Segmentação psicográfica

A segmentação psicográfica se trata de posicionar seu negócio de acordo com o estilo de vida ou a forma de expressão de um determinado público.

Se você quer produzir camisetas personalizadas para um gênero musical, por exemplo, sua segmentação será psicográfica.

5- Segmentação demográfica

Na segmentação demográfica, o posicionamento da empresa será de acordo com os dados demográficos do público. Esses dados podem ser renda, faixa-etária, religião, nível de escolaridade, gênero, entre outros.

Uma empresa que fornece pergolado de madeira com deck, por exemplo, se segmenta para fornecer esse produto para empresas com um determinado tipo de perfil. Nesse caso, seu público poderia ser organizações de festas e eventos.

6- Segmentação geográfica

Por fim, a segmentação geográfica diz respeito a região do local. Se você produz um determinado tipo de produto, você pode fornecer para uma região específica.

Muitas indústrias produzem em apenas uma região de São Paulo, por exemplo. Já outras possuem sua segmentação em todo território nacional.

7- Lance um novo produto ou serviço no mercado

Agora, você já sabe exatamente para quem pretende fornecer seus produtos e serviços. O que fazer agora? Simplesmente planejar, implementar e desenvolver um novo produto.

Mas lembre-se: esse produto também deve ter um estudo e planejamento eficiente. Pense em fatores como embalagem, custos de produção, lucratividade, rentabilidade, entre outros aspectos financeiros.

Você também pode precisar da ajuda de um contador ou um profissional qualificado, pois ele saberá como precificar seus produtos da melhor forma para você maximizar seus lucros!

8- Se nada der certo, reposicione sua marca

É claro que, mesmo com muito planejamento, não podemos saber o que realmente irá acontecer no futuro. E por isso, se o mercado está em decadência, análise se será necessário reposicionar sua empresa.

Muita das vezes, as empresas apenas obtém sucesso quando tentam inserir produtos diversos e com vários tipos de públicos.

Essa é uma das formas de garantir que haja retorno, depois que você já investiu na abertura da empresa e nas estratégias!

9- Aposte na comunicação e atendimento

Por fim, se você quer fazer parte do setor industrial, não se esqueça que a comunicação é uma questão de sobrevivência!

Trazer a melhor experiência e qualidade aos seus clientes, sejam eles empresas ou pessoas, vai fazer com ele eles sempre voltem para comprar com o seu negócio.

Atualmente, existem diversos canais de comunicação. Os mais utilizados estão na internet: redes sociais, e-mail, aplicativos, fóruns, sites, blogs, entre outros.

Você pode escolher o melhor canal de comunicação de acordo com suas necessidades. Verifique em qual deles há uma maior concentração de público e crie estratégias de interação para se relacionar e alcançar mais clientes.

Dessa forma, sua empresa poderá se destacar da concorrência, se desenvolver de forma sustentável no mercado e obter sucesso!

E aí, o que achou do post? Conta para nós! Queremos muito saber sobre sua opinião. Também não deixe de acompanhar nossa plataforma para estar por dentro de todos os assuntos relacionados ao conteúdo do post.

Esse artigo foi escrito por Rafaela Ricardo, Criadora de Conteúdo do Soluções Industriais.

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Luna BugattiEspecialista


Me siga