CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Perguntar é uma funcionalidade apenas para usuários registrados.
Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

Entrar


CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Como diversificar sua previdência privada escolhendo os fundos certos

Como diversificar sua previdência privada escolhendo os fundos certos

Hoje em dia é comum ouvirmos pessoas discutindo sobre economia e investimentos. A preocupação dos brasileiros para aumentar a rentabilidade dos seus investimentos se tornou uma realidade.

Com a taxa Selic em mínimas históricas, deixar o dinheiro investido em renda fixa está causando prejuízos, já que, ao descontar a inflação, seu dinheiro está deflacionando.

Aprender a investir e diversificar com uma alocação maior em produtos de risco como ações se tornou a saída para quem deseja rentabilizar mais a sua carteira de investimentos.

O que muitos não sabem é que, é possível diversificar através da Previdência Privada.

Como um complemento, ou mesmo alternativa a Previdência Complementar, na previdência privada é possível escolher os fundos no qual pretende deixar o seu dinheiro investido.

No momento da contratação da sua previdência, você pode escolher entre fundos de renda fixa, fundos multimercado, fundos de ações, dentre outros.

Outra vantagem que poucos conhecem é a portabilidade entre fundos de previdência. Através da portabilidade você consegue migrar os valores das suas aplicações para diferentes fundos, respeitando o prazo de carência de cada produto que costuma ser de 6 meses.

Assim, se o cenário econômico está favorável para renda variável, você aloca seu recurso em fundos de ações e multimercados, quando o cenário mudar e a Selic subir, você pode se expor menos ao risco alocando seu recurso em fundos de renda fixa.

Dito isso, aprender sobre investimentos é muito importante para alcançar o máximo de rentabilidade até em produtos de previdência.

previdencia-privada-comparando-os-melhores-planos

Os fundos previdenciários são classificados das seguintes formas:

  • Fundos de Previdência Renda Fixa

Esses fundos de previdência buscam retorno por meio de investimentos em ativos de renda fixa, admitindo-se estratégias que impliquem em variação de juros e índice de preços do mercado doméstico.

Como investem em produtos de renda fixa como: CDB, LCI, Debêntures, Títulos Públicos e outros o seu risco é menor, porém, o seu retorno também é menor, tendendo a entregar um retorno próximo a Selic.

Não investem em ativos de renda variável.

 

  • Fundos de Previdência Multimercados

Esses fundos de previdência buscam um maior retorno no longo prazo, investindo em diversas classes de ativos como: renda fixa, ações, câmbio etc.

Apesar de ter uma grande liberdade no tipo de investimento, os fundos multimercados só podem investir no máximo 49% em renda variável (ações).

 

  • Fundos de Previdência Balanceados

São muito parecidos com o fundo multimercados já que, podem investir em diversas classes de ativos como: renda fixa, ações, câmbio etc.

O seu diferencial é que, deve ser explicitado o percentual de cada classe de ativo com o qual devem ser comparados o benchmark. Sendo assim, deve exemplificar se pretende investir, até 15%  –  de 15% a 30%  –   mais de 30% do valor de sua carteira em ativos de renda variável.

 

  • Fundos de Previdência Ações

Esses fundos de previdência devem investir no mínimo, 67% da carteira em ações.

 

Desta forma, você percebe que é possível fazer uma boa diversificação dos seus investimentos apenas utilizando a previdência privada.

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Apoio Corretora SegurosNovo na comunidade