CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Perguntar é uma funcionalidade apenas para usuários registrados.
Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

Entrar


CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Como começar a importar em 6 passos

A participação do Brasil no comércio internacional vem crescendo ano após ano, tanto quando falamos de importações como de exportações.

A tendência é que essa participação só cresça visto que o atual governo tem políticas liberais que pretendem abrir ainda mais a economia Brasileira, por conta disso é fundamental que as empresas nacionais estejam preparadas para importar e exportar. Ambas as operações trazem muitos benefícios mas é preciso que sejam muito bem planejadas e executadas.

Diferente do que muitos empresários imaginam, investir na importação é um caminho estratégico que qualquer empresa, independente do seu porte pode seguir.

Para desmistificar que este é um processo complicado, listamos como funciona o fluxo de importação e os seis principais passos para começar hoje mesmo.

Primeiro passo: viabilidade básica da importação

Para quem está começando a importar é fundamental saber se a operação será ou não viável financeiramente.

Por isso, o primeiro passo é verificar a viabilidade básica da importação.  Para isso recomendo duas ferramentas, a primeira é o simulador de importação da Receita Federal e a segunda é através do INDEX- um simulador gratuito de importação desenvolvido por uma Trading Brasileira- você analisa os tributos incidentes e outros valores que serão decisivos para a estratégia da atividade.

Segundo passo: habilitação no Siscomex

A segunda etapa é habilitar sua empresa junto à Receita Federal por meio da Habilitação no Siscomex, o sistema de registro de importações e exportações.

Existem três tipos de habilitação: a expressa, a limitada e a ilimitada. A modalidade depende do estágio do seu negócio, sendo o ponto de partida a expressa, cada uma delas tem um limite máximo de importação por semestre.

É fundamental que esse processo seja feito por profissionais experientes pois se feito sem o devido cuidado pode gerar dores de cabeça como: indeferimento do pedido de habilitação e problemas maiores como um processo administrativo por parte da RFB.

Terceiro passo: encontrar o fornecedor

Para adquirir os melhores produtos é preciso contar com fornecedores que prezam pela qualidade das suas mercadorias, é possível achar fornecedores através de diversos meios, como: Procurar em sites online (eBay, Alibaba, etc), indicações de outras empresas ou contratando uma Trading de comércio exterior para fazer a pesquisa de fornecedores.

Essa etapa é fundamental pois um bom fornecedor garante segurança a importação além de bons custos, prazos e mercadoria.

Quarto passo: inspeção do fornecedor

Após a negociação e antes de realizar o pagamento do fornecedor você deve certificar-se sobre sua existência e se ele realmente atende às suas expectativas, diversas empresas prestam este serviço e enviam presencialmente uma equipe até a fábrica do fornecedor fazer todas as devidas checagens.

Essa é uma etapa extremamente importante que previne e evita surpresas desagradáveis durante a importação da sua mercadoria.

Quinto passo: projetar a importação

Habilitação feita e fornecedor localizado/inspecionado, é hora de projetar a importação. Nessa etapa uma empresa de comércio exterior irá planejar a importação aferindo os exatos custos finais da operação, com eles em mãos o importador da o seu aval e o processo se inicia.

Sexto passo: início da importação

Essa é a hora de realmente iniciar a operação através da Conta & Ordem, modalidade reconhecida e regulamentada pela Receita Federal. Em prática, é quando uma empresa interessada em importar utiliza outra para gerenciar e operacionalizar a importação.

De forma resumida estes são os 6 principais passos para tornar sua empresa importadora, obviamente que existem minuciais e detalhes em todos eles mas o intuito deste artigo era sintetizar o processo.

Hoje em dia as empresas importam roupas, importam eletrônicos, importam brinquedos, importam maquinário, importam matéria-prima e uma infinidade de outros segmentos, o custo é muito inferior e muitas vezes a qualidade é superior, isso sem falar na variedade de itens disponíveis.

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Caue MNovo na comunidade