CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Comércio e serviços são mapeados em todo o país

Comércio e serviços são mapeados em todo o país

RestauranteOs municípios paulistas são majoritariamente possuidores de quatro ou mais pequenos bares e restaurantes por mil habitantes, diferente de todos os demais estados brasileiros. No Rio de Janeiro, essa é uma realidade restrita à capital e arredores. Essas informações fazem parte do Atlas Nacional de Comércio e Serviços, que está sendo lançado no Simpósio Brasileiro de Políticas Públicas para Comércio e Serviços (Simbracs), em Brasília (DF).

Dentro da programação desta quarta-feira (13), o Atlas será tema da apresentação do gerente de Comércio e Serviços do Sebrae, Juarez de Paula. A publicação é resultado de um trabalho conjunto entre Sebrae, Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea) e Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Com a apresentação geográfica dos indicadores relativos aos pequenos negócios do Comércio e de Serviços, a publicação chega para auxiliar os empreendedores na definição de investimentos e potencial dos negócios em cada município brasileiro.

Observando o Atlas percebe-se, por exemplo, que no litoral norte paulista e sul fluminense, em cidades como Ubatuba (SP) e Paraty (RJ) ou em Bonito (MS) e Fernando de Noronha (PE), há a maior concentração de pequenos negócios de Serviços em geral, com mais de 20 estabelecimentos por mil habitantes. “O fato indica que a vocação turística de uma região fomenta o setor de Serviços. A partir do conhecimento do número de estabelecimentos por cada grupo de mil habitantes, consegue-se uma maior precisão quanto ao potencial do negócio analisado”, avalia o presidente do Sebrae, Luiz Barretto, ressaltando a importância do atlas para o empreendedor.

Para saber mais, leia a íntegra da matéria escrita por Marcelo Araújo para a Agência Sebrae de Notícias.

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Sebrae MercadosSebrae