CADASTRAR

Entrar

Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Enviar mensagem

Adicionar pergunta

Entrar

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Como investir em minimercados?

Antes de um estabelecimento de minimercado, é importante pensar na variedade possível de mix de produtos, fluxo de loja e perfil de público. Com isso, o(a) empreendedor(a) terá condições de buscar no mercado profissionais, modelos de equipamentos e produtos que estejam de acordo com os serviços que serão ofertados.

Ler mais ou responder
A importância da certificação de produtos orgânicos

A agricultura orgânica é um sistema de produção agrícola que tem por objetivo preservar a saúde do meio ambiente, a biodiversidade, os ciclos e as atividades biológicas do solo, enfatizando o uso de práticas de manejo em oposição ao uso de elementos estranhos ao meio rural. Nesse tipo de agricultura também está contemplada a preocupação com a saúde dos seres humanos, dos animais e das plantas. Entende-se que seres humanos saudáveis são frutos de solos equilibrados e biologicamente ativos, implicando adoção de técnicas integradoras e apostando na diversidade de culturas.

Ler mais ou responder
Produtos derivados da Cana-de-Açucar

Produtos orgânicos e com processos de fabricação mais naturais estão atraindo a atenção de muitos consumidores, dentre esses produtos estão os derivados da cana-de-açúcar, como a rapadura, por exemplo. O consumo de derivados de cana-de-açúcar – rapadura, mel de engenho, melado e açúcar mascavo – é fortemente influenciado por hábitos regionais no Brasil e vem se ampliando na medida em que aumenta o consumo de produtos orgânicos e oriundos da agricultura familiar. A demanda por adoçantes substitutos dos produtos industriais encontra, nesses derivados da cana-de-açúcar, um alimento que, além de proporcionar o sabor desejado, é fonte de ...

Ler mais ou responder
A importância do design para o agronegócio

O design, em todas as suas aplicações, é ferramenta estratégica e imprescindível para empresas de todos os portes e segmentos.   O documento "O Design no Agronegócio" mostra como se dá a aplicação de áreas do design nestes segmentos de negócios. O objetivo é levar uma nova visão sobre o significado do design e inspirar a avaliação e implementação de ações estratégicas baseadas nos conceitos apresentados. O design amplamente empregado no agronegócio vai agregar mais valor e qualidade ao seu produto e serviço. Exemplos de aplicações para cultura do café, produtos orgânicos e horticultura.

Ler mais ou responder
Comércio de produtos naturais prospera a cada ano

No mundo inteiro, o uso de produtos naturais está ganhando mercado. Para empresas menores e novos empreendimentos, existem oportunidades em diversos níveis da cadeia produtiva, em novos segmentos e em nichos específicos de um mercado que, segundo projeção do Euromonitor, deve crescer outros 39% até 2014 e movimentar um total de US$ 21,5 bilhões no Brasil. O número de lojas e a expansão de redes que comercializam esses produtos, assim como os investimentos feitos por fabricantes de matérias-primas, podem ser observados facilmente, dando ideia da prosperidade desse segmento. Varejo A rede de lojas de produtos naturais Mundo Verde, por exemplo, começou com uma pequena loja de bairro em Petrópolis-RJ, em 1987, e hoje ...

Ler mais ou responder
Cafés gourmet e orgânico: perfil dos produtores

De acordo com dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o Brasil possui 287 mil produtores que desenvolvem a cafeicultura, sendo 2/3 de pequenos produtores. Essas propriedades empregam 8 milhões de trabalhadores (diretos e indiretos) e alcançam um valor bruto resultante da produção de US$ 6,5 bilhões. Segundo os dados do último Censo Agrário, realizado em 2006, 69,5% das propriedades dedicam-se ao café arábica e o restante ao canephora. Para ambos os tipos, a maior parte das propriedades têm até 50 hectares. A agricultura familiar representa 80% das propriedades, mas produz cerca de 33% de todo o café nacional, com variações em relação às regiões do país: Sudeste (72%), Nordeste (14,7%), ...

Ler mais ou responder
Cafés gourmet e orgânico: perfil do consumidor

Em 2010, a Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic) realizou uma ampla pesquisa sobre os hábitos de consumo de café. De acordo com o levantamento, 95% das pessoas são consumidoras de café, tendo ingerido a bebida no dia anterior ou no dia da entrevista. A faixa etária acima de 36 anos é a maior consumidora do produto, com 98% de penetração, seguida pela de 27 a 35, com 94%. Com relação à perspectiva de consumo no futuro, a pesquisa aponta manutenção dos volumes atuais para 78% dos entrevistados, mas 11% pretende diminuí-lo. A pesquisa também verificou que os consumidores são principalmente do gênero feminino (54%) e que a maior taxa de consumo se ...

Ler mais ou responder
Cafés gourmet e orgânico: análise do produto

O café deve ser analisado não apenas do ponto de vista da cultura, mas também do processo de industrialização (torra, moagem, processamento para instantâneo etc) e do ponto de vista da bebida resultante, que pode agregar valor à cadeia produtiva ou simplesmente descaracterizar uma boa matéria-prima. Nesse sentido, a análise do café passa por diversas etapas para certificar a qualidade do produto. Com a criação da Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic), foi iniciada uma fase de mudança na percepção negativa do brasileiro sobre o café consumido por aqui. Uma das ações adotadas foi o lançamento do Programa Permanente de Controle da Pureza de Café, que obteve redução nos índices de impureza ...

Ler mais ou responder
Cafés gourmet e orgânico: definição de preço

Antes de definir o preço final do produto, o produtor precisa estar atendo a dois momentos distintos do café: o primeiro como commodity, vendido a granel e com forte presença no mercado internacional, e o café industrializado (torrado e/ou moído). Na versão commodity, o café sofre pressão de diversas variáveis que interferem no preço final, desde condições climáticas, passando pela qualidade intrínseca do produto, região de origem, até o preço da concorrência. No mercado de cafés commodities, o preço é regulado principalmente pela bolsa de mercadorias do mercado mundial, que estabelece preços em dólar para cada tipo de café. Além disso, em função das perspectivas em relação às safras futuras e aos estoques ...

Ler mais ou responder
Cafés gourmet e orgânico: turismo

Estudo divulgado em 2012 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelou que, em 2009, o setor de turismo gerou um movimento de R$ 213 bilhões em 2009. Embora o turismo rural seja relativamente novo no país, ele é fruto de uma tendência recente de "retorno às origens" e busca de valores, costumes, tradições e comportamentos simples que foram esquecidos ou substituídos pela pressão da tecnologia e da competitividade nas grandes cidades. Além de atender uma demanda dos turistas, a expansão cada vez maior também é fruto da necessidade do produtor rural de diversificar sua fonte de renda e agregar valor aos seus produtos. E um dos locais que têm maior identificação com ...

Ler mais ou responder