CADASTRAR

Entrar

Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Enviar mensagem

Adicionar pergunta

Entrar

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Vendas online: para se destacar no meio da multidão

Em artigo publicado no Webinsider, Jorge Py Velloso Filho, fundador e CEO da Reweb, empresa especializada em elevar vendas com o uso da internet, destaca que conhecer bem o próprio negócio, mapear comportamentos, identificar o público-alvo e ter um site bem estruturado são práticas essenciais para quem deseja alcançar bons resultados em vendas online. O especialista destaca que a criação de um site ou mesmo a reformulação da página de uma empresa não garante visibilidade. "Há uma série de variáveis e ferramentas que potencializam a exposição no meio virtual, fazendo com que determinadas marcas figurem no alto das páginas dos buscadores. Porém, seus efeitos geralmente ...

Ler mais ou responder
E-commerce para a venda de alimentos

O ramo de alimentação é um dos que mais cresce no país. Cresce de forma constante e linear. Com a inclusão do comércio eletrônico como canal de vendas de produtos alimentícios, o faturamento do setor quase dobrou e a tendência é continuar a crescer. Segundo pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), o e-commerce brasileiro teve faturamento de R$ 24,12 bilhões em 2012, representando uma elevação de 29% em relação ao ano anterior. Além do crescimento de produtos disponíveis, cresce também o volume de consumidores. Segundo dados do e-bit, o país iniciou 2013 com 43 milhões de e-consumidores contra 1,1 milhão em 2001. O início de vendas de alimentos ...

Ler mais ou responder
Conheça as regras legais para o comércio eletrônico

A internet trouxe uma nova forma de acessar novos mercados e consumidores. O e-commerce tornou-se uma ferramenta bastante utilizada não só por grandes empresas, mas também por micro e pequenos negócios, como um meio eficiente de aumentar a divulgação e, consequentemente, as vendas e o faturamento. Mas você sabia que existe no Brasil uma legislação específica que regulamenta essa forma de venda? Desde maio deste ano, todas as transações de comércio realizadas pela internet no Brasil passaram a ser regulamentadas pelo Decreto nº 7.962, de 15 de Março de 2013. O documento, que regulamenta a Lei no 8.078, de 11 de setembro de 1990, dispõe sobre a contratação no ...

Ler mais ou responder
Seis dicas sobre formas de entrega para e-commerce

Em artigo publicado no Webinsider, Márcio Eugênio, especialista em e-commerce, diz que um dos maiores pilares de uma loja virtual - e que também a distingue em relação ao comércio tradicional - está na entrega de seus produtos. "Além de ser imprescindível para uma loja virtual, a experiência de adquirir um produto e recebê-lo em casa pode ser um atrativo para os novos compradores e também para os já fidelizados. De acordo com uma pesquisa realizada pelo eBit, além dos preços baixos encontrados nos sites (58%), a praticidade também conta como um dos motivos para comprar pela internet, representando 28% de interesse". Para ele, é exatamente por se ...

Ler mais ou responder
Encontro debaterá questões relacionadas ao comércio eletrônico

Com o objetivo de melhorar o ambiente legal do ecommerce no Brasil, o Sebrae está promovendo uma série de debates. São encontros presenciais e discussões via internet que buscarão compreender os principais desafios legais dos micro e pequenos empresários do setor. E no próximo de 24 de setembro, terça-feira, será a vez de Brasília (DF) receber o seminário Legislação e Tributação no Comércio Eletrônico. “A série de palestras tem como objetivo informar e debater as leis que trazem reflexos ao setor. Há questões que precisam de atenção, como a aplicação do Código de Defesa do Consumidor no comércio eletrônico e a bitributação de operações em relação ao Imposto de ...

Ler mais ou responder
Canal eletrônico: um comércio que só cresce

O comércio eletrônico brasileiro faturou R$ 12,7 bilhões no primeiro semestre de 2013. Isso representa 24% a mais do que o valor faturado no mesmo período do ano passado. A quantidade de pedidos feitos pela web aumentou 20%, chegando a 35,54 milhões. De acordo com a e-Bit (empresa especializada em informações do setor), os números positivos contrastam com o atual cenário econômico: crise internacional, baixo PIB, desaceleração da economia e, consequentemente, menor expectativa de consumo. No entanto, em períodos como esse, é possível notar os consumidores mais críticos e conscientes, a fim de fazer bons negócios. Ao considerar todas as vantagens oferecidas pelo comércio eletrônico, como preços mais competitivos, comodidade e facilidade ...

Ler mais ou responder
Converta os contatos em novos negócios

Em artigo publicado no Webinsider, José Geraldo Coscelli, presidente da ReachLocal para a América Latina, empresa de soluções tecnológicas de marketing, busca e rastreamento de clientes via internet, afirma que quando o assunto é marketing online, o grande foco do trabalho é captar clientes interessados e colocá-los em contato direto com sua empresa. "Falamos sobre a importância de ter uma forte presença focada no seu público-alvo, utilizar recursos de geolocalização, manter o site sempre atualizado, além de manter as páginas da empresa nas mídias sociais sempre atualizadas. Mas, em termos de negócios, o verdadeiro sucesso deve ser medido pela conversão do contato em negócio fechado", afirma. Nesse sentido, o ...

Ler mais ou responder
Dez passos para acertar na escolha do back office para e-commerce

Em artigo publicado no Portal Administradores, Samuel Gonsales, especialista em sistemas de gestão e professor universitário, enfatiza dez passos para acertar na escolha do back office para e-commerce. Para quem não sabe, back office consiste na gestão interna de uma operação em e-commerce. Este processo inclui logística, gerenciamento de pedidos, estoque, clientes, relatórios, inteligência e planejamento, entre outros. De acordo com o articulista, existe, por parte das empresas de e-commerce, grande preocupação no que diz respeito a ter uma plataforma sólida, uma vitrine atrativa e fazer expressivos investimentos em marketing, publicidade e divulgação para que suas lojas virtuais sejam facilmente acessadas e com isso gerem um volume de ...

Ler mais ou responder
Planejamento para o e-commerce

Em 2012, mais de 10 milhões de pessoas (46% pertencente à Classe C) realizaram uma compra na internet pela primeira vez. Este ano, a previsão de vendas pela internet no Brasil é atingir R$ 28 bilhões, período em que o segmento espera superar um total de 50 milhões de consumidores. Para 2016, tem-se a estimativa de as vendas evoluírem para algo em torno de R$ 45 bilhões. Credita-se parte da expansão do consumo à realização, no Brasil, de eventos como a Copa das Confederações, da Copa do Mundo e das Olimpíadas, quando categorias como companhias aéreas e serviços de hospedagem atrairão ainda mais usuários para a internet. Porém, ...

Ler mais ou responder

[caption id="attachment_1370" align="alignleft" width="276" caption="Comércio eletrônico é uma boa alternativa para aumentar mercado e diversicar o lucro do negócio"][/caption] A Economia Digital apresenta-se como uma oportunidade comercial para empreendedores e/ou empresas de micro e pequeno porte. Há espaço para comercialização de bens duráveis – eletrônicos, artesanato, máquinas –; bens de consumo – alimentos, bebidas, cosméticos –; e serviços – educação, consultoria, traduções. Em 2010, o faturamento do Comércio Eletrônico no Brasil foi de R$ 14,8 bilhões, segundo dados da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (Câmara-e.net). O mercado digital é, atualmente, um dos poucos segmentos da economia brasileira que cresce em média 35% ao ano. Pesquisa do IPEA mostra que 73 milhões de brasileiros ...

Ler mais ou responder