CADASTRAR

Entrar

Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Enviar mensagem

Adicionar pergunta

Entrar

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Carro comprado em leilão pode custar até 30% a menos, mas são precisos alguns cuidados

Carro comprado em leilão pode custar até 30% a menos, mas são precisos alguns cuidados

Ele pode apresentar preços até 30% abaixo dos praticados no mercado de usados, mas adquirir um carro de leilão também requer alguns cuidados. Não é à toa que veículos com históricos de apreensão lideram o ranking de restrições que podem influenciar em uma negociação automotiva.

Segundo levantamento realizado por uma empresa especializada em inspeção de segurança veicular,  28% das 27.726 restrições no Detran identificadas no período da pesquisa correspondiam a carros com passagem em leilões.

É comum que consumidores não se interessem por veículos comercializado por esse tipo de canal. No entanto, segundo ela, isso pode ser por preconceito, uma vez que os carros podem estar em boas condições, sendo uma boa oportunidade de negócio.

Caso apareça essa restrição, é imprescindível que o bem passe por uma avaliação técnica antes de ser comprado.

Carro comprado em leilão pode custar até 30% a menos do preço da tabela FIPE, principalmente no que se compara aos veículos usados adquiridos no mercado atual.

Comparando com os preços do veículos novos, o preço pode chegar ao desconto de 50%. A alternativa para quem busca esta opção, é tentar pegar algum desconto com CNPJ ou produtor rural, que podem ter direito a isenção de impostos.

3 dicas do que avaliar antes de comprar carro de leilão

Entre as avaliações indicadas, separamos três das mais importantes a serem consideras. Confira.

1. Arcar com todos os custos extras

Se olhado somente o preço anunciado nos leilões, de fato, o custo para adquirir um carro dessa maneira é muito mais vantajoso. No entanto, se você for levar em conta algumas despesas extras que, por ventura, terá de arcar, esse negócio pode não ficar tão bom assim.

Caso veículo apresente qualquer problema, seja ele estrutural, mecânico, transporte (guincho), documental ou tributário (multas), você é que terá de assumi-los. Logo, todas essas contas precisam estar na ponta do lápis.

2. Pouca flexibilização nas formas de pagamento

Outro ponto a ser considerado é a questão da forma de pagamento. A grande maioria dos leilões de carro não oferecem uma flexibilização nesse sentido. Para aproveitar preços até 30% mais baratos, é muito provável que você tenha que desembolsar a quantia total à vista.

3. Dificuldade em conseguir seguro

Por fim, você também deve ficar muito atento a possibilidade de conseguir fazer um seguro de um carro adquirido em leilão. Muitas empresas seguradoras não costumam aceitar cobrir esses modelos.

Além da documentação em ordem, algumas empresas exigem um laudo que comprove a inexistência de avarias que comprometam a segurança do motorista. A inspeção custa em média R$ 100 e só pode ser feita por organismos autorizados pelo Inmetro.

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Neto OliveiraNovo na comunidade


Me siga