CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Perguntar é uma funcionalidade apenas para usuários registrados.
Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

Entrar


CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Brasileiros viajam à Europa durante pandemia em busca de novas oportunidades

Brasileiros viajam à Europa durante pandemia em busca de novas oportunidades

A pandemia mudou os planos de muita gente. O setor de turismo sofreu diretamente com os impactos negativos do novo coronavírus e viu os planos dos brasileiros mudarem radicalmente. Brasileiros que se programaram para estudar, trabalhar, fazer turismo ou mesmo fechar negócios no exterior, especialmente na Europa, precisaram reprogramar ou mesmo cancelar suas viagens.

Por outro lado, quem pensava em viajar mais pra frente, procurou adiantar seus planos e até mesmo ampliá-lo. Muitos brasileiros decidiram buscar novas oportunidades no continente europeu, apesar da alta taxa de câmbio, considerando as altas expectativas de o Brasil entrar num período econômico caótico. Quem viajou às pressas, sofreu com as altas dos preços nos diversos setores do turismo, não apenas por conta do dólar, como também pelo aumento dos preços de tarifas em passagens, estadia e até mesmo no seguro viagem Europa, item normalmente obrigatório para entrada no continente.

Diante do ambiente de incerteza econômica, e com o euro valorizado, Portugal virou um destino bastante comum no ano da pandemia, não apenas pelo idioma, mas também por ser um dos países europeus que menos sofreu com o vírus.

Um outro motivo é que, para quem busca investimento no exterior, o momento é excelente para obter retorno financeiro para depois reaplicar ganhos desse investimento no Brasil, com a desvalorização do real. Trabalhar, atualmente, obtendo ganhos em euro é um excelente negócio, mesmo para enviar dinheiro a familiares no país.

Dentre os maiores prejudicados, estão os estudantes, que tiveram que lidar com a frustração de adiar ou mesmo cancelar a viagem, que normalmente é longa e organizada muitos meses antes do embarque.

Com o temor de uma segunda onda de contágio na Europa, os viajantes, como também a própria indústria do turismo, esperam na vacina a solução para normalização do setor, mesmo com toda mudança de comportamento que a pandemia veio trazer.

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Jailton MaximinoNovo na comunidade