CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

Bares e Restaurantes e Coronavírus – Perguntas e Respostas

Bares e Restaurantes e Coronavírus – Perguntas e Respostas

O medo de contaminação pelo novo coronavírus (Covid-19) afetou o movimento de bares e restaurantes no país. Os pedidos de refeições para serem entregues nas residências, por meio do serviço de delivery, estão aumentando.

A Abrasel, Associação Brasileira de Bares e Restaurantes, confeccionou uma cartilha contendo recomendações para empresas, cozinhas e garçons.

Confira perguntas e respostas sobre o segmento Bares e Restaurantes:

Para empresas:

1– Disponibilizar para os clientes, na entrada do estabelecimento, o álcool 70% para higienização de mãos;

2– Manter estoque adequado de produtos para higienização de mãos como sabão bactericida, álcool 70% e papel toalha;

3– Fazer campanhas educativas permanentes sobre a importância da higienização de mãos para todos os colaboradores;

4– Aumentar a atenção com a saúde dos colaboradores;

5– Orientar os clientes para o uso do álcool 70% para as mãos;

6– Aumentar a frequência da higienização dos banheiros;

7– Aumentar a frequência de higienização de todas as superfícies como mesas, jogos americanos, porta-guardanapos, galheteiros, etc;

8– Atenção com a higienização de copos, pratos e talheres;

9– Mantenha o espaço entre cadeiras de 1 metro, ou 2 metros entre as mesas do salão.

Para os manipuladores de alimentos:

1- Seguir os cuidados básicos com a higienização de mãos e antebraços em todos os momentos;

2– Aumentar a frequência de higienização de mãos;

3– Atenção com os cuidados básicos da higiene pessoal;

4– Quando tossir ou espirrar cobrir a boca e em seguida higienizar as mãos.

Para os garçons e atendentes:

1– Usar frequentemente álcool 70% para a higienização das mãos;

2– Atenção especial com o recolhimento dos pratos e talheres usados/ sujos;

3– Não carregar ou encostar no uniforme os utensílios sujos recolhidos das mesas;

4– Higienizar as mãos antes de embalar os talheres e guardanapos;

5– Quando tossir ou espirrar, cobrir a boca e em seguida higienizar bem as mãos.

A paralisação do mercado, causada pelo Coronavírus, ameaça as pequenas empresas brasileiras. Dependendo do tipo de negócio, uma boa alternativa para contornar a baixa nas vendas é o atendimento delivery. Por isso, separamos 5 dicas para o seu serviço de entrega:

1- Capriche no atendimento;

2- Cumpra os prazos de entrega;

3- Diversifique os meios de pagamento;

4- Ofereça horários flexíveis;

5- Divulgue a novidade.

Saiba como o DELIVERY pode salvar o seu negócio.

Sebrae mobiliza aplicativos de delivery em prol dos pequenos negócios.

Diferente do delivery, a entrega em balcão significa a retirada do produto direto da loja. Com um movimento menor nas ruas, a expectativa é de que a entrega em domicílio ou a retirada no restaurante aumentem significativamente, abrindo um novo mercado para restaurantes que ainda não atuam nestes segmentos.

Os restaurantes que optarem por esses serviços conseguirão minimizar perdas que possam acontecer, porém, precisam deixar claro para os clientes que estão tomando os cuidados necessários de higiene e segurança alimentar na produção e na entrega dos pedidos.

Alternativas para bares, restaurantes e afins em tempos de crise.

Delivery e balcão são alternativas para os restaurantes em crise do coronavírus.

Bancos e entidades do governo apostam na prorrogação do pagamento de dívidas e no aumento do crédito para segurar a economia. Confira as principais medidas do Sistema Financeiro para apoio aos Pequenos Negócios durante a pandemia do COVID-19:

1- Banco Central: O Banco Central e o Conselho Monetário Nacional tomaram diversas medidas com efeitos imediatos no Sistema Financeiro, de forma a possibilitar a ampliação de recursos para que as instituições financeiras tenham condições de oferecer linhas de crédito para o mercado em condições especiais;

2- Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social:

– R$ 20 bilhões de transferência dos recursos do PIS-PASEP para o FGTS. Impactará sobretudo as pessoas físicas, caso sejam aprovadas medidas de liberações de recursos para os trabalhadores formais;

– R$ 19 bilhões para renegociação de contratos nas operações diretas do BNDES;

– R$ 11 bilhões para renegociação de contratos nas operações indiretas do BNDES. Esta renegociação prevê a suspensão integral do pagamento de principal e juros por 6 meses dos contratos. O valor da operação de renegociação será capitalizado ao final do contrato. Isso representa um alívio de caixa para as empresas com operações normais e adimplentes com essas operações;

– R$ 5 bilhões para a ampliação da oferta de crédito para MPME (médias, pequenas e microempresas) para novas operações de crédito com carência de 24 meses e prazo total de 60 meses. O limite por cliente será de R$ 70 milhões e as empresas não precisam especificar a destinação dos recursos;

3- Caixa Econômica Federal: Serão destinados R$ 40 bilhões para capital de giro, principalmente para empresas do setor imobiliário e pequenas e médias empresas; e ainda R$ 5 bilhões para o crédito agrícola;

– Disponibilização de linhas de crédito especiais, com até seis meses de carência, para empresas que atuam nos setores de comércio e prestação de serviços, mais afetadas pelo momento atual;

4- Banco do Brasil: O Banco do Brasil anunciou que dispõe de R$ 100 bilhões para empréstimos a pessoas físicas, empresas e o agronegócio. Também há recursos para compra de suprimentos e outros investimentos na área de saúde, eficiência energética, infraestrutura e viária, educação e saneamento para prefeituras municipais e governos estaduais;

Do total, R$ 24 bilhões são destinados a pessoas físicas, R$ 48 bilhões são para empresas, R$ 25 bilhões para o agronegócio e R$ 3 bilhões para administrações públicas municipais e estaduais. Os recursos irão reforçar as linhas de crédito já existentes, principalmente as voltadas para crédito pessoal e capital de giro;

5- Banco do Nordeste: O Banco do Nordeste anuncia até R$ 1,5 bi de crédito para empresas. A expectativa é que o montante ofertado alcance R$ 1,5 bilhão entre abril e setembro;

No intuito de simplificar o acesso ao crédito, especialmente para clientes não rurais, o banco também está elevando de R$ 50 mil para R$ 100 mil o valor das contratações sem a obrigatoriedade de vinculação de garantias reais. Para o setor rural — agronegócio e agricultura familiar — será conferida priorização no atendimento às operações de crédito de custeio, considerando o calendário agrícola da região, e disponibilizados R$ 4,4 bilhões entre abril e setembro;

6- Banco da Amazônia: O Banco da Amazônia adotou uma medida que contempla pessoas físicas e jurídicas que desejem suspender as parcelas de financiamento de operações de crédito de fomento. Além disso, o banco anunciou a flexibilização das condições de acesso às linhas de capital de giro com taxas diferenciadas de 4,88% ao ano;

7- Banco Bradesco: O Bradesco disse que está à disposição para prorrogar por 60 dias as dívidas de operações em dia e o cliente que está interessado na possibilidade deve contatar as agências. Não há mais detalhes sobre possíveis medidas além dessa até esse momento. Com a redução da taxa SELIC para 3,75%, o banco anunciou que iria reduzir suas taxas de juros para clientes pessoa física e jurídica, repassando o corte de 0,50 ponto percentual da taxa básica de juros para as suas linhas de crédito;

8- Banco Itaú: O banco anunciou que a prorrogação de dívidas é possível com a assinatura do Itaú Crédito Sob Medida, que permite a alteração da data original. Assim, o cliente irá repactuar seu contrato e, no momento de escolha da nova data de vencimento, poderá prorrogar por até 60 dias o pagamento. Quem já tem o Itaú Crédito Sob Medida contratado também pode renegociar o vencimento da sua próxima parcela, optando por pagá-la 60 dias depois da data originalmente acordada;

9- Banco Santander: O Santander ampliou em 10% o limite do cartão de crédito de todos os clientes adimplentes. Para saber se a alteração já foi feita, basta utilizar o aplicativo de gestão de cartões Santander Way, via celular ou tablet. Em relação à iniciativa de prorrogar por até 60 dias o vencimento de parcelas de contratos de crédito, o banco informou que, para seus clientes, essa opção abrangerá algumas linhas de crédito pessoal (CP), preventivo, direto ao consumidor (CDC) e imobiliário.

Veja as principais medidas financeiras adotadas para conter a crise.

Para aderir ao Programa e ter acesso ao Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda (BEm) é necessário que o empregador informe ao Ministério da Economia os acordos celebrados com seus empregados, por meio dos sistemas eletrônicos disponibilizados pelo próprio órgão.


Em qual sistema devo informar o acordo feito com meu empregado?


Depende do tipo de empregador que você se enquadra. 

Se é pessoa jurídica, o acordo deve ser registrado por meio do Sistema Empregador Web. Ao acessar a página, o usuário deve fazer sua autenticação e declarar as informações conforme leiaute pré-definido; 

Caso seja pessoa física, como o profissional autônomo que tem um assistente contratado, por exemplo, ou empregador doméstico, deve registrar os acordos por meio do Portal de Serviços do Ministério da Economia.  Ao acessar a página, o usuário deve autenticar-se com seu login único GOV.COM e acessar o serviço “Benefício Emergencial”. 

Por meio da opção “Empregador”, constante na página, é possível acessar os Manuais de Acesso de cada sistema informativo. 

Saiba mais: Perguntas e Respostas do Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e Renda – MP 936.

Confira outras dicas, perguntas e respostas na live sobre o tema:

Ainda possui alguma dúvida? Pergunte aqui.

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Comentários ( 2 )

  1. Este comentário é editado.

    Ótimas recomendações para os serviços de alimentação.
    Porém na pergunta 1 item 2 – Manter estoque adequado de produtos para higienização de mãos como sabão bactericida, álcool 70% e papel toalha;
    A higienização das mãos deve ser feita com sabão antisséptico sem cheiro, álcool 70% e papel toalha não reciclado.

  2. `Está sem poder sair de casa por conta da Pandemia??
    Monte sua confeitaria na sua própria casa, começando aprendendo a fazer os famosos e deliciosos Brigadeiros Gourmet.
    São mais de 50 RECEITAS, mais dicas de vendas e embalagens.
    Bônus 1: Apostila de Massas, Coberturas e Recheios para Bolo.
    Bônus 2: Apostila com 10 Receitas de Bolo no Pote
    Acesse o link e aproveite a oportunidade:
    https://bit.ly/BrigadeirosGourmet-mais-de-50-RECEITAS-mais-dicas-devendas-e-embalagens
    Excelente artigo SEBRAE!!!

Deixe um comentário

Sobre Sebrae

Esse é o perfil institucional do Sebrae nessa comunidade. Quer saber mais sobre o Sebrae - Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas? Acesse: http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/canais_adicionais/o_que_fazemos

Me siga