CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

A pecuária orgânica ganha mercado no Brasil

A pecuária orgânica ganha mercado no Brasil

A pecuária orgânica ganha mercado no Brasil

Apesar de a Pecuária Orgânica promover a sustentabilidade ambiental e estar encontrando cada vez mais mercado, o processo ainda enfrenta o desafio da falta de informação.

Acompanhe a seguir algumas dicas do SEBRAE de Boas Práticas na Pecuária Orgânica

A pecuária orgânica vem crescendo no país. Seu modelo é focado no gerenciamento total do processo produtivo dos alimentos, enfatizando o uso de práticas de manejo, abrangendo a administração de conhecimentos agronômicos, biológicos e até mesmo mecânicos, excluindo a adoção de substâncias químicas ou outros materiais sintéticos.

A prática promove e preserva o meio ambiente, a biodiversidade, os ciclos e as atividades biológicas do solo, bem como contribui para o desenvolvimento sustentável.

De acordo com o WWF-Brasil, esse sistema prega valores de sustentabilidade ambiental, como o cumprimento obrigatório da Legislação Ambiental e do Código Florestal Brasileiro, a preservação das nascentes, das matas nas margens dos rios e nas encostas de morros, a proibição do uso de fogo no manejo de pastagens e a proibição do uso de agrotóxicos, entre outras vantagens.

Diferenciais de produção

Muitas pessoas ainda confundem “boi verde” e pecuária orgânica.

O boi verde pode ser considerado como sinônimo de boi convencional, sendo criado em pasto nos sistemas agroecológicos, com o uso de adubos sintéticos solúveis, de antibióticos e medicamentos alopáticos permitidos. Nesse caso, a suplementação alimentar que é feita no confinamento se vale de plantas (milho, cana-de-açúcar, por exemplo) originadas em sistemas convencionais de produção.

Já o boi orgânico é ecologicamente correto, criado em pasto sem agrotóxico e sem adubação química, tratado com medicamentos homeopáticos. Ele também necessita de certificação, que garante que a criação foi realizada, de fato, de acordo com todas as normas “orgânicas”, como não uso de fertilizantes industriais e inúmeras outras exigências.

Para que possam obter a certificação da origem, dos cuidados e da qualidade da criação, os criadores também devem estar atentos ao bem-estar dos animais, obedecendo a cuidados que envolvem ambiente, local e o transporte para o abatedouro, que deve estar próximo das fazendas para não provocar estresse no animal.

Avanços e desafios

A pecuária orgânica é um fenômeno em expansão e o mercado já está observando esta tendência. Não é por menos, essa produção é baseada em três pilares essenciais para o futuro: respeito ao meio-ambiente, responsabilidade social e sustentabilidade econômica.

Embora os custos sejam mais elevados que a pecuária tradicional, pode-se verificar vantagens nesse tipo de produção, principalmente no que diz respeito ao crescimento da agricultura orgânica como um todo e do mercado consumidor que a cada ano procura por produtos mais saudáveis, que atendam às suas expectativas em relação à segurança alimentar e ao bem-estar animal.

Mas o setor também enfrenta desafios. Ela ainda se configura como uma cadeia produtiva em estruturação. Somente recentemente vem sendo explorada de maneira comercial.  E ainda há, no país, o desconhecimento sobre esse tipo de carne, por conta da pouca divulgação, o que faz com que o seu consumo ainda seja baixo.

Uma das prioridades para a expansão do sistema é esclarecer ao consumidor sobre as vantagens do produto em relação às carnes convencionais. Eles são entendidos pela população como produtos sem agrotóxicos, mas, na verdade, possuem critérios ambientais e sociais importantes em seus sistemas produtivos.

Requisitos:

  • Os animais devem ter amplo acesso à água fresca e alimento, segundo suas necessidades fisiológicas;
  • A dieta deve ser balanceada de acordo com as necessidades nutricionais dos animais;
  • O manejo do ambiente e dos animais deve propiciar ar fresco, luz natural, proteção contra chuva, radiação solar, temperatura e ventos excessivos;
  • É necessárias medidas que visem a manutenção e que promovam a biodiversidade;
  • É proibida a roçada de bosques primários;
  • Não é permitida a exploração excessiva e o esgotamento dos recursos hídricos locais;
  • Deve-se assegurar que os trabalhadores sejam contemplados com políticas de justiça social;
  • Todos os produtos orgânicos devem ser adequadamente identificados durante todo o processo produtivo.

Acompanhe outras matérias como essa no site do Sebrae Mercados. Aqui você encontrará sugestões dos nossos especialistas para inovar e impulsionar seu negócio, além de ficar por dentro das novidades sobre Agronegócio.

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Sebrae MercadosSebrae