CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

53% dos moradores de favela são bancarizados, diz pesquisa

FavelaPesquisa divulgada pelo Instituto Data Favela/Data Popular aponta que 53% dos moradores de favela no país são bancarizados – possuem conta corrente, poupança ou os dois.

Essa parcela é calculada dentro do universo de pessoas que podem ter conta bancária (mais de 16 anos). Ao todo, são 4,3 milhões de bancarizados em favelas brasileiras.

De acordo com o instituto, o Brasil tem hoje 11,7 milhões de moradores em favelas (como um todo, incluindo crianças). Desses, 65% são da classe média. No Brasil, a classe média representa 54% da população, ressalta a pesquisa.

A pesquisa revela que 89% dos moradors de favelas vivem em regiões metropolitanas. Como base de comparação, nas regiões metropolitanas do Brasil 70% da população é bancarizada. “A bancarização é menor nas favelas do que é no Brasil”, diz Renato Meirelles, presidente do instituto.

Meirelles explicou que, se for olhar todo o Brasil, a parcela da população bancarizada está em torno de 60%, mas não seria adequado fazer a comparação porque inclui também zonas rurais e a maior parte das favelas no Brasil está em regiões metropolitanas.

Conta corrente, poupança e cartão de crédito
O estudo aponta que 3,3 milhões de moradores de favelas têm conta corrente, o que equivale a 41% do do total. Nas regiões metropolitanas do Brasil, o percentual sobe para 53%.

Com relação à poupança, são 3 milhões de pessoas que vivem na favela que têm o tipo de conta, 37% do total. Nas regiões metropolitanas do Brasil, as pessoas com poupança somam 53% do total.

Para saber mais, leia a íntegra do texto publicado no G1.

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Sebrae MercadosSebrae