Cadastrar

Entrar

Esqueceu a senha?

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por e-mail.

Desculpe!, Você precisa se logar para perguntar.

Você precisa se logar para postar no Blog

5 mitos sobre e-commerce que impedem as empresas de aumentar o faturamento

5 mitos sobre e-commerce que impedem as empresas de aumentar o faturamento

Desde Dezembro/2019, quando se iniciou na China a pandemia de COVID-19 muita coisa mudou na vida da população mundial e consequentemente na forma como as pessoas vivem e fazem negócios. Muitas empresas sólidas faliram, muitas startups cresceram exponencialmente e novas tecnologias passaram a ser utilizadas com mais frequência na vida das pessoas.
Uma dessas mudanças ocorreu justamente com o setor de e-commerce, na qual registrou um crescimento exponencial no período pandêmico e foi responsável por mudar a rotina e a maneira de vender de muitas empresas. Para se ter uma ideia, em 2001 o setor que faturou na faixa de R$ 500 milhões, vendeu, somente no primeiro semestre de 2021, R$ 53,4 bilhões.
Logo de cara, quando falamos de e-commerce, já lembramos dos grandes players como Mercado Livre, Amazon, Magazine Luiza entre outros. A realidade é que muitas empresas de pequeno e médio porte criaram suas lojas virtuais e além de vender através de suas lojas físicas passaram a vender no online, facilitando o acesso dos seus clientes, reduzindo custos no que antes era um atendimento telefônico e consequentemente aumentaram seu faturamento.

Mito 1 – É preciso investir muito dinheiro para criar um e-commerce
O primeiro mito é de que imagina-se que é preciso um investimento muito alto para montar um e-commerce, quando na verdade existem opções bem acessíveis onde você mesmo pode montar com facilidade, em plataformas que já são pré-programadas, como por exemplo, a Tray ou NuvemShop. Nessas plataformas você pode escolher entre diversos temas, sendo muitos deles gratuitos e se estiver disposto a investir um pouco mais pode comprar temas mais complexos desenvolvidos por parceiros da plataforma. Os custos mensais de manutenção são baixos com planos a partir de R$ 49,00 para manter toda estrutura.

Mito 2 – Preciso ser programador ou contratar para criar o e-commerce
O segundo mito é que é necessário ser programador ou entender muito sobre programação, html, css, entre outras linguagens de programação, ou então, gastar altos valores para contratar um. Como já foi dito, tudo isso já é disponibilizado através de temas disponíveis nas plataformas para criação de loja virtual.

Mito 3 – Preciso montar uma equipe dedicada para manter o e-commerce
Engana-se quem acredita que uma loja virtual irá aumentar o seu custo de mão de obra para manter a sua loja virtual. As ferramentas de gerenciamento e os ERPs dão conta de quase 100% da demanda gerada. Os meios de pagamento são facilmente configurados, os e-mails de confirmação das operações também já são facilmente configurados e até mesmo o frete já é automaticamente calculado e retirado na sua loja para ser entregue ao cliente comprador, tudo de maneira simples e sem nenhuma burocracia.

Mito 4 – O e-commerce não funciona para todos os produtos ou nichos de mercado
Com o avanço das plataformas digitais até mesmo aulas de ballet passaram a ser dadas online, muita coisa mudou. O personal trainer, a aula de zumba, a aula de música, entre muitas outras passaram a ser totalmente online. Se ninguém da sua área vende de maneira virtual é uma grande oportunidade de ser criativo e começar a explorar esse nicho de mercado.

Mito 5 – Já vendo por um grande marketplace e não terei tempo para administrar minha própria loja online
Atualmente as grandes plataformas de construção de lojas virtuais (ex: Tray, Nuvemshop, Vtex) possibilitam que você possa integrar facilmente a sua loja com os principais marketplaces do mercado como Mercado Livre, Amazon, Magalu, Google Shopping, Leroy Merlin, Netshoes entre outros. Desta forma facilita a gestão de suas vendas, o controle do seu estoque e aumenta exponencialmente o alcance da sua loja. Além disso, você pode facilmente integrar sua loja com as principais redes e podendo ainda finalizar as suas vendas dentro da própria rede social.

Se ainda assim você precisa de um apoio para criar o seu e-commerce, uma agência de publicidade especialista pode te ajudar. Atualmente, uma agência de e-commerce que seja parceira das plataformas de criação não cobrará um valor absurdo para configurar toda a loja para você e entregará pronto toda a configuração necessária para que a sua loja funcione perfeitamente, incluindo, toda configuração de pagamentos, fretes, controle de estoque (inclusive integrado com sua loja física se for o caso) e emissão automática de nota fiscal, desta maneira, deixando a sua loja em perfeito funcionamento.

Imagem: rawf8/envato elements
Texto: Cleber Tiburcio

You must login to add a comment.

Posts relacionados