CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Perguntar é uma funcionalidade apenas para usuários registrados.
Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

Entrar


CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

5 fatos do Twitter que PMEs precisam saber

5 fatos do Twitter que PMEs precisam saber

Foto: Divulgação

Uma das conclusões mais importantes da nova pesquisa de mercado
conduzida pela Chadwick Martin Bailey acompanhou os hábitos de
aproximadamente 1,5 mil consumidores do Twitter, com idade acima de 18 anos. O estudo foi patrocinado pela Constrant Contract, empresa de marketing online focada em pequenas empresas. A empresa publicou dez conclusões que tirou a partir das informações da pesquisa e as publicou em seu site Social Media Quickstarter.
 
Assim, as recentes descobertas do Facebook, misturadas e combinadas, foram resumidas em cinco dicas principais para pequenas e médias empresas – PMEs.
Nesse caso, a brevidade é uma virtude, certo? Então Mark Schmulen,
gerente-geral de social mídia da Constant Contact, foi convidado para
compartilhar seus pensamentos:

Seguidores da marca são seletivos e leais

Similar ao Facebook, a noção de que os seguidores são “baratos”, pode parecer mentira quando se trata da marca Twitter.
Quase 80% dos usuários seguem menos de 10 marcas e tendem a ser fiéis a
elas; três em cada quatro nunca deixaram de seguir uma determinada
marca. “Pessoas não seguem certas marcas à toa”, acredita Schmulen. “E
ao escolher são muito seletivos.”

Seguidores do Twitter são mais propensos a recomendar e comprar

Usuários do Twitter têm
evitado clichês de tweets com vendas. No entanto, 60% dos usuários são
mais propensos a recomendar as marcas que seguem, sendo que metade dos
seguidores são mais propensos a comprar. Esses pontos, em particular,
apontam para a força da marca Twitter como meio de conectar clientes
atuais em vez de buscar novos. “Eu sou consumidor da companhia” foi a
primeira razão que os usuários responderam para seguir uma empresa no
Twitter (64%).
“É importante ter foco nos consumidores existentes em vez de se
concentrar na aquisição de novos”, relatou Schmulen. “Os clientes
existentes tendem a gastar mais, e o mais importante é que consumidores
satisfeitos contam para os amigos.”

Seguidores querem saber

Usuários não querem promoções ou acordos com a marca
que seguem. Eles querem informações. “O cliente quer ser o primeiro a
saber as novidades da marca.” Esta foi a segunda maior razão para os
consumidores seguirem uma marca (61%), depois de “eu sou cliente”,
seguido de “para receber promoções e descontos” (48%).
“Muita gente acredita que as pessoas seguem uma marca no Twitter
apenas para receber desconto”, disse Schmulen. “Essa é apenas uma das
razões, não a principal razão.”

Seguidores estão mais propensos a ler – em vez de tweetar sobre as marcas

O fato de os seguidores da marca não postar tweets,
não significa que são insignificantes: 84% dos seguidores leem tweets
postados pela marca, e apenas 23% dos tweets são sobre a marca, ou seja:
a difusão de conteúdo continua crítica. “Eles consomem a informação”,
disse Schmulen.
Seguidores estão interagindo mais com as marcas
Embora a maioria dos usuários não interaja com as
marcas no Twitter, essa interação parece estar aumentando. Atualmente um
em cada três interage com as marcas que. Schuman atribui que o Twitter é
relativamente novo e a plataforma é correspondente a inexperiência da
sua base de usuários. Os dados da Chadwick Martin Bailey, por exemplo,
revela que pouco menos da metade dos consumidores usa o Twitter por
menos de um ano.
“Pessoas começam a superar a curva de aprendizagem do Twitter”, disse
Schmulen. “É preciso um pouco de tempo para incorporar o Twitter a sua
rotina”.
Em particular, ele disse que os usuários sentem-se mais confortáveis
monitorando as ferramentas sociais, listas, e outros métodos que filtrem
as informações para encontrar valor, assim, eles podem se tornar mais
interativos com as marcas que optam seguir. “Twitter é simples e fácil de usar, mas até você descobrir como integrá-lo em sua vida, pode demorar muito”, ensinou Schmulen.
Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Sebrae MercadosSebrae