CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Perguntar é uma funcionalidade apenas para usuários registrados.
Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

Entrar


CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

4 passos para saber se o seu negócio dará certo

Fonte: Exame
Muitos empreendedores têm uma ideia de negócio e não sabem se
devem dar o próximo passo. Uma das principais incertezas é se a empresa terá
clientes ou não. Fabiano Akiyoshi Nagamatsu, consultor do Sebrae-SP, explica
que com muita pesquisa é possível ter uma noção se o mercado que você deseja
atuar tem potencial.
Para Victor Trujillo, professor de pesquisa de marketing da ESPM,
o mais importante é avaliar a viabilidade financeira do negócio. “Muitas PMEs
morrem não é por falta de mercado consumidor e sim porque o negócio como foi
desenhado não funcionava”, explica. Veja outras recomendações dos
especialistas.

1. Pesquise muito
Dependendo do segmento do negócio, associações comerciais,
prefeituras, sindicatos e até o IBGE são algumas fontes que podem ajudar o pequeno
empresário a coletar informações sobre o mercado que deseja atuar.

Se a ideia do produto ou serviço é muito inovadora e não há base
para pesquisa, Trujillo recomenda que o empreendedor busque uma referência com
outros negócios parecidos. “Coisas muito inovadoras geralmente são uma
derivação ou uma continuidade de uma coisa que já existe”, completa.

2. Teste o seu produto ou serviço
Não é preciso gastar muito para que o empreendedor perceba se a
sua ideia terá aceitação ou não. Com base no conceito de lean startup é
possível utilizar práticas e testar o seu produto ou serviço.

Para Nagamatsu, uma maneira barata é frequentar eventos como
feiras e congressos em que o empreendedor possa apresentar o que ele deseja
vender para o seu público-alvo. “Esses locais podem ser um bom lugar para saber
o feedback do público”, explica.

3. Avalie a viabilidade financeira
Observe os concorrentes e, a partir daí, calcule uma prévia do
ticket médio ou de quanto será preciso vender para ter o capital necessário
para que a empresa funcione. Visitar dois ou três estabelecimentos e observar o
movimento da loja é uma opção.

O desafio é desenhar o estabelecimento de forma que ele se
viabilize financeiramente. “No caso de uma cafeteria, por exemplo, saiba quanto
precisaria vender e quantas pessoas precisariam ser atendidas”, questiona
Trujillo.

4. Coloque tudo no papel
O plano de negócios pode ajudar o pequeno empresário a ter mais
clareza do que ele precisa pesquisar mais. “No modelo canvas [tipo de plano de
negócios para startups], a própria estrutura permite mudar muito rápido. No
caso de empresas de tecnologia, por exemplo, elas têm que se adaptar muito mais
rápido”, afirma Nagamatsu.

Abrir o negócio e deixar todas essas etapas para depois pode
custar muito tempo e dinheiro para o empreendedor. Trujillo afirma que uma
pesquisa mais elaborada, mas tardia, pode ser bem menos útil para o empresário.
Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Sebrae MercadosSebrae