CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

37% dos consumidores acham que os sites são mais difíceis de navegar no celular

Um novo relatório verificou a opinião
do consumidor que compra via celular e constatou que ainda há uma
percepção de que a web móvel oferece uma experiência ruim para o
usuário.
Mais de um terço (37%) dos entrevistados na pesquisa EPiServer concordaram que muitos sites móveis são difíceis de navegar, um aumento de 32% referente a 2011.
A pesquisa também descobriu que os consumidores estão cada vez mais
intolerantes com sites móveis e aplicativos que não correspondem às
expectativas.
Quase metade dos entrevistados (47%) afirmam que, se um aplicativo é
difícil de usar, que vai parar de usar ou apagá-lo, em comparação com
41% no levantamento anterior.
As pessoas parecem ter um pouco mais de paciência com sites móveis,
embora 38% ainda disseram que iriam parar de usar um site que é difícil
de acessar no mobile.
Na verdade, estas estatísticas devem ser vistas com superficialidade,
uma vez que é extremamente difícil para os entrevistados de prever com
precisão o seu comportamento futuro, mas ainda destaca a importância de
oferecer ao usuário uma experiência decente em plataformas móveis.
A pesquisa EPiServer também perguntou aos entrevistados sobre os
problemas que encontram na maioria das vezes que se utiliza a web móvel.
Quase metade (49%) dos entrevistados citaram o tempo lento de
carregamento como o problema mais comum, seguido por ter que rolar
horizontalmente e verticalmente (48%) e os links serem muito pequenos
para clicar (35%).
Curiosamente, 42% dos entrevistados disseram que é frustrante os
sites móveis não oferecem a mesma funcionalidade encontrada em um
desktop, o que revela não possuirem conhecimento das limitações dos
dispositovos mobile pelo consumidores.
Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Sebrae MercadosSebrae