CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

Perguntar é uma funcionalidade apenas para usuários registrados.
Você deve fazer login ou se cadastrar para fazer a pergunta.

Entrar


CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

15 franquias que fazem a alegria das crianças

15 franquias que fazem a alegria das crianças


As crianças não trabalham, mas isso não impede que elas sejam um mercado consumidor bem interessante. Na verdade, não é preciso nem saber falar ou andar para influenciar os pais em uma compra – afinal, quem resiste à carinha de uma criancinha fofa ou à choradeira de algumas delas? Por conta desse “poder” que as crianças têm sobre os adultos, muitas empresas apostam na venda de produtos e serviços para o público infantil.
A maioria das redes vende roupas, calçados e brinquedos, mas também há empresas voltadas para a área da educação, seja no ensino de idiomas ou no reforço escolar, e empreendedores trabalhando com academias e festas de aniversário. Para comemorar o dia da crianças, amanhã (12/10), confira 15 redes de franquia que têm as crianças como público alvo. 
Bibi  A rede é uma das mais conceituadas quando o assunto é a venda de calçados para crianças. A Bibi foi fundada em 1949. Desde aquela época, a empresa tinha nas crianças o seu público alvo. A Bibi tem 50 lojas espalhadas pelo Brasil, sendo que 40 delas são franqueadas. Em 2013, a previsão é de inaugurar 15 novas unidades.
Caverna do Dino  Surgida no ano 2000, a Caverna do Dino nasceu no Rio Grande do Sul, a partir da iniciativa da empresa Estrela Franquias. Para os executivos da Estrela, os gaúchos não contavam com uma loja de enxovais de bebês e moda infantil com preço justo, listas de presente e embalagens especiais. Hoje, a Caverna do Dino ultrapassou as franquias do Rio Grande do Sul e tem 21 lojas em oito estados brasileiros.
Lápis de Cor – A grife infantil Lápis de Cor nasceu em 1992, no Rio de Janeiro. A marca vende roupas, calçados e acessórios para crianças de 0 a 12 anos. Em seus 21 anos de vida, a Lápis de Cor cresceu e hoje conta com 26 lojas.
PUC  A empresa existe desde 1979 e faz parte da Hering. Só que, diferentemente de sua matriz, a PUC foi criada para fabricar roupas apenas para crianças. Até 1998, quando foi inaugurada a primeira loja da PUC em São Paulo, a empresa era apenas produtora. Desde então, a PUC abriu outras 77 unidades no Brasil.
Tip Top – Em 2012, a Tip Top comemorou 60 anos de história. A princípio, a empresa apenas produzia roupas, mas hoje também atua na venda dos produtos. A Tip Top tem 62 lojas.
Magic Feet – A Magic Feet atua na venda de calçados para crianças. A empresa não fabrica o que vende – essa tarefa fica por conta de marcas como Nike, Puma e Converse. A Magic Feet vende “sapatos de criança”, como modelos com velcro e cheios de cor, mas também conta com versões mini de tênis usados por adultos.
Teddy Bear – Em um mundo globalizado, falar inglês é muito importante. E quanto antes o aprendizado começar, melhor – pelo menos para a Teddy Bear, escola de inglês especializada no ensino para crianças e adolescentes. A metodologia da Teddy Bear se baseia no aprendizado da língua inglesa nos aspectos emocional, cognitivo, social e físico, desenvolvendo o pensamento crítico, as habilidades de comunicação e a criatividade.
The Kids Club  A rede nasceu na Inglaterra em 1986, pelas mãos da pedagoga Linda Ellis, que criou um método de ensino para ensinar sua filha, então com três anos, a falar francês. Em 1994, a empresa aportou no Brasil, onde detectou uma enorme necessidade de um curso de inglês especializado em crianças pequenas. Atualmente, a The Kids Club tem 125 escolas no Brasil.
Cata-Vento – A empresa, especializada em festas infantis, foi criada em 1995. Seu fundador, Eduardo Akira, queria desenvolver uma estrutura profissional e um espaço fixo para realização de festas infantis, com brinquedos, segurança e bom atendimento. E conseguiu. Hoje, a Cata-Vento tem unidades em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Paraná.
Casa X – A Casa X é um empreendimento da apresentadora Xuxa Meneghel no segmento de bufês. Em parceria com empresário José Carlos Semenzato, Xuxa planeja que a Casa X abra 300 franquias em cinco anos. Atualmente, são 28 unidades.
Zastras – A Zastras é uma loja de brinquedos voltada para crianças, mas acredita que a infância só acaba para quem quer – até por isso, a rede afirma que seu público alvo e composto por “crianças de 0 a 99 anos”. Além de brinquedos, a rede vende fantasias e livros. A primeira loja da Zastras abriu suas portas em 2006. Sete anos depois, a rede tem 54 unidades.
Happy – A empresa é uma das mais famosas lojas de brinquedos no Brasil, mas só entrou no franchising neste ano. Atualmente, a empresa tem 127 unidades, com apenas uma franquia. A expectativa da rede é abrir entre três e seis franquias ainda este ano. A partir de 2014, os planos são mais ambiciosos: a Ri Happy quer inaugurar dez novas franquias anualmente.
Ensina Mais – A empresa, focada em aulas de reforço, surgiu em 2012. A ideia foi do empreendedor Rogério Gabriel, que também fundou a rede de cursos Prepara. Ele percebeu que muitos pais procuravam as unidades da rede Prepara em busca de cursos básicos, pois os filhos apresentavam baixo desempenho nos colégios convencionais. A Ensina Mais tem 245 unidades, sendo que 244 delas são franquias.
Kumon – A Kumon foi criada em 1958, no Japão, por Toru Kumon, que desenvolveu um método de aprendizado para o filho aprender matemática. No Brasil desde 1977, a Kumon tem mais de 1500 franquias por aqui e oferece cursos de matemática, português, inglês e japonês.
My Gym – Surgida nos Estados Unidos há exatos 30 anos, a My Gym desenvolveu um programa planejado para ajudar crianças de 6 semanas até 13 anos de idade a desenvolver fisicamente, cognitivamente e emocionalmente. A “academia infantil” está no Brasil desde 2008.
Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Sebrae MercadosSebrae