CADASTRAR

Entrar


Senha perdida

Perdeu sua senha? Por favor, indique o seu endereço de e-mail. Você receberá um link e criará uma nova senha por email.

Adicionar pergunta

CADASTRAR

Você pode se cadastrar gratuitamente no site. Basta clicar em CRIAR UMA CONTA e seguir o passo a passo.

10 dicas para uso de crédito consciente

10 dicas para uso de crédito consciente

Buscar crédito para investir no negócio ou quitar dívidas é uma solução utilizada por muitos empresários. Usando da maneira correta, pode ser a solução para alcançar seus objetivos, caso contrário, pode se tornar um problema.

 

Geralmente o crédito se dá em situações de emergência, portanto, antes de tomar crédito é preciso estar atento a alguns cuidados. A atitude correta a ser efetuada antes de pedir dinheiro (acessar crédito) em uma instituição financeira é efetuar um planejamento financeiro.

 

1- Faça um levantamento dos gastos da empresa

Avalie suas despesas e veja onde pode cortar gastos. Você pode não conseguir todo o dinheiro que precisa, mas terá suas contas mais equilibradas. Como exemplo, você pode mudar a franquia de internet, substituir as lâmpadas para economizar energia, evitar pagar juros de contas em atraso e etc.

 

2- Verifique a real necessidade do crédito

A melhor obtenção de crédito é quando usamos esses recursos (dinheiro) para investimento na nossa empresa. Quando compramos máquinas que nos ajudarão a aumentar a quantidade de produtos a serem vendidos, como exemplo uma máquina de produzir salgadinhos que possibilitará que você venda mais. Diferente de quando pegamos crédito para pagar dívidas ou pior, quando não conseguimos pagar os empréstimos que já fizemos, nessa situação a falta de planejamento financeiro levará a Sua empresa a perder competitividade no mercado. tornando o seu produto/mercadoria/serviço mais caro.

 

3- Procure outras formas de receita

Antes de adquirir crédito, verifique se existem outras formas de receita que podem ser obtidas na própria empresa. Alguns exemplos são: venda de um maquinário obsoleto, liquidação de estoque parado, etc.

 

4- Avalie seus gastos pessoais

Falta de capital de giro na empresa pode ter origem em gastos excessivos e não planejados. Uma das principais causas é o empresário enxergar o caixa da empresa como seu holerite. Será que você não está tirando o dinheiro da empresa para pagar suas contas pessoais? Se isso está acontecendo, determine uma retirada para você, o seu Pró-labore (o salário do dono da empresa).

Mas cuidado: Pode ser que a sua empresa não consiga lhe pagar ainda todo o valor que você necessita de Pró-labore.

 

5- Calcule o valor que necessita

Você sabe quanto exatamente sua empresa necessita? Antes de obter crédito é imprescindível que o empreendedor saiba quanto precisa, quais as reais necessidades de capital de giro. Caso esteja endividado, some os valores devedores no banco.

 

6- Simule quanto pode pagar

Simule no seu fluxo de caixa qual valor de prestação se encaixa no seu orçamento. Veja quais são suas entradas e saídas e verifique quanto pode pagar por mês antes de assumir um compromisso que não poderá cumprir.

 

7- Prefira prazos menores

Quanto menor o prazo de pagamento do empréstimo realizado, menor será o juro pago ao final do período. Portanto, sempre que puder, opte por reduzir o número de parcelas para reduzir os custos a serem pagos, desde que caibam no seu bolso.

 

8- Pesquise as linhas de crédito

Quanto melhor informado sobre as linhas de crédito disponíveis para a sua necessidade, melhor será a negociação em favor da sua empresa. Esteja atento, pois as condições (custos, prazos, limites) podem variar bastante de banco para banco.

De posse do valor que melhor se adequará ao seu fluxo de caixa e das informações referentes às linhas de crédito disponíveis, agende uma reunião com o seu gerente e negocie.

 

9- Crie rotinas financeiras

Após a obtenção do crédito é importante criar rotinas financeiras e dar atenção especial aos seus controles para que a empresa não volte a situação anterior. Lembre-se de conferir (conciliar) o extrato bancário da empresa, para que não ocorram despesas financeiras desnecessárias ou indevidas.

 

10- Honre seus compromissos

Após adquirir a linha de crédito é importante cumprir com suas obrigações. Honrar seus compromissos é importante para que você não perca a credibilidade na praça e fique mais difícil caso precise de uma renegociação.

Pague as parcelas em dia, comunique ao credor em caso de imprevistos e não venda os bens adquiridos com o crédito antes de pagar o credor são alguns dos cuidados que você deve tomar.

 

Leia mais em: https://bibliotecas.sebrae.com.br/chronus/ARQUIVOS_CHRONUS/bds/bds.nsf/f73f045223233239691c80599d67e70d/$File/19267.pdf

 

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Sobre Thamiris Da Silva AlvesSebrae

Universitária em Publicidade e Propaganda, colaboradora do Sebrae Nacional.

Me siga